PF apreende R$ 1 bilhão em criptomoedas apenas em 2020

A Polícia Federal (PF) guarda em contas judiciais R$ 1 bilhão em criptomoedas apreendidas ao longo de 2020.

Segundo a Folha de S. Paulo, no último sábado (1º), os valores são referentes a cerca de 6.000 BTC e montantes em outras criptomoedas.

Os investigadores já estariam considerando os traders como os “novos doleiros”. Diante o aumento nos casos de fraude financeira envolvendo criptomoedas, a PF distribuiu um manual interno para auxiliar nas investigações.

“Traders são os novos doleiros”

Apenas em 2020, as operações deflagradas pela PF captaram cerca de R$ 1 bilhão em criptomoedas. Atualmente, o valor é mantido em contas judiciais.

No entanto, o montante pode ser ainda maior, se corrigido. Com o aumento de casos de sonegação, lavagem de dinheiro e evasão de divisas no mercado de criptomoedas, os investigadores já consideram os traders como “os novos doleiros”.

Manual para operações no mercado de criptomoedas

Embora não tenha fornecido dados precisos, a PF informou que houve aumento de transações de criptomoedas na rede de tráfico de drogas e de corrupção.

Devido a esta movimentação, investigadores produziram e distribuíram um manual técnico internamente. O guia exibe informações sobre como atuar em busca e apreensão de Bitcoin.

“A PF está atenta a esses novos métodos utilizados pelos criminosos”, disse Luís Flávio Zampronha, diretor de combate ao crime organizado.

Casos recentes

Na última semana de abril, a Polícia Federal apreendeu em Búzios, no Rio de Janeiro, cerca de R$ 7 milhões em espécie levados por um casal.

Sabe-se que o dinheiro foi obtido pelo casal ao “trabalhar para uma empresa de criptomoedas de Cabo Frio”. Contudo, não se sabe para qual empresa o casal trabalhava.

Ademais, investigadores ainda não concluíram o caso, sendo a real origem do dinheiro ainda investigada.

Outra operação envolvendo criptomoedas foi deflagrada pela PF no dia 29 de abril, em São Paulo. A Operação Rekt apura o uso de criptomoedas em lavagem de dinheiro no tráfico de drogas por criminosos no estado.

Investigadores averiguam movimentos suspeitos em torno de R$ 20 bilhões. Até a última atualização do caso, a PF havia pedido o bloqueio do valor.

Leia também: Trader que cravou preço do Bitcoin recomenda 5 criptomoedas para maio

Leia também: Dificuldade para minerar Bitcoin tem maior queda de 2021, apontam dados

Leia também: Gusttavo Lima divulga suposta pirâmide de criptomoedas em live

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.