Twitter processa Elon Musk e quer obrigar bilionário a concluir compra de US$ 44 bilhões

Os rumores de que o Twitter processaria Elon Musk pela desistência da compra da rede social por US$ 44 bilhões se confirmaram.

Na noite de terça-feira (12), o Twitter apresentou a um tribunal de Delaware uma ação contra Musk, exigindo que o CEO da Tesla e da SpaceX conclua o negócio bilionário.

Conforme noticiou o CriptoFácil, em abril Musk fez uma oferta para adquirir a rede social pagando US$ 54,20 por ação.

Em junho, o conselho do Twitter recomendou por unanimidade que os acionistas aprovassem a proposta de venda da empresa para o bilionário.

Na ocasião, o CEO da Tesla havia reiterado seu desejo de adquirir a plataforma. No entanto, já neste momento, ele dava sinais de que poderia desistir do negócio.

Musk desiste de comprar o Twitter

Em diversas ocasiões, Musk expressou preocupações com a quantidade de bots e de contas falsas na rede. Além disso, afirmou que o Twitter não era transparente com esses dados.

Em meados de maio, ele chegou a suspender o acordo alegando que detalhes adicionais que suportam o cálculo de spam e contas falsas no Twitter estavam pendentes. Mas depois, ele acabou voltando atrás.

Agora, na última sexta-feira, dia 8 de julho. Musk anunciou, de forma oficial, que estava desistindo do negócio.

Ele alegou que a rede social violou o acordo ao apresentar dados enganosos sobre o número de perfis falsos e bots. Diante disso, o Twitter entrou com um processo contra ele.

“Aparentemente, Musk acredita que ele – diferentemente de todas as outras partes sujeitas à lei contratual de Delaware – é livre para mudar de ideia, destruir a empresa, interromper suas operações, destruir o valor dos acionistas e ir embora”, disse um trecho do processo.

De acordo com uma reportagem da  Reuters, o processo Twitter x Musk desencadeia o que promete ser um dos maiores confrontos legais da história de Wall Street. Afinal, envolve um dos empresários mais peculiares do mundo dos negócios e uma das maiores redes sociais.

Twitter acusa Musk de acumular ações

O processo acusa Musk de violar diversos aspectos do acordo de fusão, lançando “uma mortalha sobre o Twitter e seus negócios”.

A empresa também disse, pela primeira vez, que o desgaste dos funcionários está em estado crítico e acusou Musk de acumular “secretamente” ações da empresa entre janeiro e março sem divulgar suas compras aos reguladores

“Em vez disso, [ele] continuou acumulando ações do Twitter sem que o mercado soubesse”.

Por fim, sobre as contas falsas, o Twitter alegou que não compartilhou mais informações com Musk porque temia que ele construísse uma plataforma concorrente após desistir do negócio.

As ações da rede fecharam em US$ 34,06 na terça-feira, com alta de 4,3%. Contudo, o valor está muito abaixo dos níveis acima de US$ 50 quando o acordo foi aceito.

Twitter vencerá processo?

Para especialistas jurídicos, o Twitter parece ter a vantagem nesse processo:

“Em sua reclamação, o Twitter está assumindo uma forte posição de que Musk teve um caso de remorso do comprador – e isso, e não bots, é o motivo de sua decisão de desistir do acordo”, disse Brian Quinn, professor do Boston College Law. Escola. “Os fatos que o Twitter apresenta aqui são um argumento extremamente forte a favor do Twitter fechar este acordo.”

Leia também: Binance anuncia nova temporada do programa de incubação para projetos Web3

Leia também: Vitalik Buterin rebate os críticos do PoS e defende o The Merge

Leia também: CoinShares prevê tempestade de baixa para Bitcoin, Ether, Cardano, Solana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.