Rússia pode criar exchanges de criptomoedas próprias para contornar sanções

Desde que invadiu a Ucrânia, a Rússia vem sofrendo uma série de sanções globais. Agora, para tentar contornar essas restrições, o país pode lançar exchanges de criptomoedas nacionais.

Foi o que afirmou Alexander Yakubovsky, deputado da Duma do Estado (parlamento russo) e membro do grupo de trabalho sobre regulamentação de criptomoedas.

“Temos todos os recursos, incluindo a criação de nossas próprias exchanges, o uso de outros esquemas de pagamento e o uso de outras plataformas. As criptomoedas são uma área em que é difícil falar sobre restrições realmente operacionais em nosso país”, disse Yakubovsky de acordo com o portal local Parliamentskaya Gazeta.

Bitcoin poderia minimizar danos das sanções

O deputado observou ainda que a exchange de criptomoeda Binance – que recentemente parou de apoiar transações com cartões Visa e Mastercard emitidos na Rússia – continua aconselhando os legisladores russos sobre o desenvolvimento da regulamentação do setor.

Nesse sentido, Yakubovsky acredita que a regulamentação efetivamente prescrita pode abrir o acesso da Rússia ao mercado financeiro. Ao mesmo tempo, para ele, o uso dos criptoativos, como Bitcoin, pode minimizar os danos das sanções. 

No que diz respeito à mineração de criptomoedas, Yakubovsky disse que os mineradores russos não deixarão o mercado. Além disso, afirmou que a atividade deve ser definida como um tipo separado de atividade econômica:

“Precisamos simplificar ao máximo o processo de registro, a apresentação da documentação de relatório, definir uma taxa mínima de imposto e simplificar o pagamento de taxas fiscais.”

Ainda segundo Yakubovsky, a Rússia tem um excedente de capacidade energética em várias regiões para a atividade: 

“Seria errado não usar esse potencial para o desenvolvimento da economia e do país. Hoje entendemos que a tecnologia blockchain e startups nessa área são o futuro. As proibições não vão resolver nada aqui”, afirmou.

Regulação de criptomoedas na Rússia

Vale destacar que, antes mesmo do início da guerra, o Ministério das Finanças da Rússia apresentou ao governo um projeto de lei com diretrizes para o setor de moedas digitais.

Na ocasião, o ministério disse que a proposta permite que os russos invistam em criptoativos. Contudo, os cidadãos não poderiam usar os ativos digitais para compras, como moeda.

“O uso de moedas digitais como meio de pagamento no território da Federação Russa continuará sendo proibido. De acordo com o regulamento proposto, as moedas digitais são consideradas apenas como um veículo de investimento”, diz trecho do comunicado.

Já sobre a mineração de criptomoedas, a proposta define a atividade como “voltada para a obtenção de criptomoedas”. O texto não forneceu, no entanto, detalhes adicionais sobre o assunto.

Leia também: Binance bloqueia depósitos e saques da Polygon (MATIC)

Leia também: Apesar da baixa, endereços com Bitcoin batem recorde de quase 40 milhões

Leia também: Preço de Dogecoin pode retestar US$ 0,075 à medida que DOGE volta a apontar alta, diz analista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.