Rio vai criar ‘Comitê de Criptoinvestimentos’ para virar cidade cripto

O município do Rio de Janeiro segue avançando em seus esforços para tornar a cidade mais amigável às criptomoedas e, com isso, trazer novos investidores e startups para estimular a economia local.

O próximo passo da prefeitura do Rio nesse sentido é a criação de um Comitê Municipal de Criptoinvestimentos.

De acordo com reportagem do Jornal O GLOBO desta sexta-feira (25), a missão deste comitê será guiar a estratégia executiva da cidade em seus esforços neste mercado.

Rio de Janeiro quer estimular mercado cripto

Conforme noticiado pelo CriptoFácil, em janeiro deste ano o prefeito Eduardo Paes anunciou que a cidade investirá 1% do seu tesouro em Bitcoin (BTC).

Além disso, afirmou que a criptomoeda deverá ser aceita no pagamento de impostos municipais, como o IPTU. A ideia é dar um desconto maior para cidadãos que pagarem com BTC.

Ainda em janeiro, o prefeito também criou um grupo de trabalho para se debruçar sobre o assunto e propor estratégias. 

A ideia do Comitê Municipal de Criptoinvestimentos surgiu justamente deste grupo de trabalho, que conta com a participação de especialistas.

A prefeitura do Rio também editou em janeiro um decreto estipulando a criação da Crypto Rio. Trata-se de uma moeda digital que pode ajudar na ampliação de recursos para projetos estratégicos da cidade. 

Ainda sobre o assunto de ativos digitais, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação da Prefeitura do Rio, Chicão Bulhões, destacou que as criptomoedas podem ajudar a combater a inflação. Ao mesmo tempo, podem evitar que o consumidor perca poder de compra.

Isso porque o Bitcoin, em particular, tem aspecto deflacionário, que pode ser um aliado em meio à alta dos preços.

Rio pode virar polo de investimentos

Eduardo Paes está engajado em tornar o Rio um polo de investimentos. Além de anunciar iniciativas focadas no mercado cripto, o prefeito também lançou outras ações para tornar o Rio uma cidade voltada também para negócios e inovações.

Entre outras coisas, ele anunciou investimentos futuros em inovação e tecnologia, em especial o Porto Maravalley, área do Porto Maravilha com incentivos fiscais para empresas do segmento tech.

De acordo com Paes, a meta é atrair empresas do Brasil inteiro para se estabelecer na região. A previsão é que a região receba R$ 8 bilhões em investimentos nos próximos 30 anos.

Leia também: Honduras nega rumores de reconhecimento do Bitcoin como moeda

Leia também: Índia e Arábia Saudita consideram negociar em Yuan Digital com a China

Leia também: Polícia prende suspeito de dar golpe com criptomoedas de R$ 30 milhões no Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.