Intel vai liberar GPUs para mineradores de Ethereum

A NVidia tem buscado afastar os mineradores de criptomoedas de seus equipamentos, criando restrições de software em seus produtos para impedir que sejam usados para a mineração. Enquanto isso, a Intel faz o contrário.

Em um anúncio recente, os executivos da Intel confirmaram que sua nova linha de placas de processamento gráfico não terá limitações para a mineração de criptomoedas.

Quando questionada sobre o lançamento de sua nova linha de GPUs, a Intel indicou que não incluiria configurações de software ou hardware que pudessem limitar a atividade.

A empresa destacou que seu principal alvo não são os mineradores de Ethereum e outras criptomoedas. Apesar disso, a Intel informou que se os compradores quiserem minerar com seus equipamentos, não haverá impeditivos.

Intel vai liberar mineração de criptomoedas

As afirmações em questão foram feitas pelos líderes da Intel Roger Chandler e Raja Koduri.

“O que direi é que o Intel Arc e a família de produtos Alchemist foram projetados para serem usados ​​principalmente por jogadores. Quanto a bloqueios contra software e coisas assim, não projetamos este produto com nenhuma configuração que vise especificamente os mineradores. Quanto às futuras ações de bloqueio aos mineradores, isso não é uma prioridade para nós. É um produto que vai estar no mercado e as pessoas vão poder comprá-lo”, disse Chandler, vice-presidente da Intel.

Enquanto isso, a Nvidia optou por separar produtos para mineração. Já a AMD ainda titubeia sobre se quer ou não que os mineradores de criptomoedas comprem seus produtos.

Nesse contexto, a Intel vem buscando a neutralidade. De acordo com a empresa, as portas estão abertas à mineração.

Destaca-se que a Intel estaria entrando numa competição no mercado de placas GPU para gamers que Nvidia e AMD têm dominado.

Isso ocorre em um contexto em que as cadeias globais de suprimentos estão congestionadas. Devido a isso, há uma escassez significativa de microprocessadores e componentes eletrônicos. Consequentemente, isso torna a disputa entre esses concorrentes ainda mais acirrada.

Leia também: 70% dos trades de Bitcoin nas exchanges são feitos no par em USDT

Leia também: “Erro que me custou 2.350% de retorno”: gestor brasileiro se arrepende de ter menosprezado Bitcoin

Leia também: Binance Smart Chain recebe aporte de US$ 1 bilhão para expandir DeFi e contratos inteligentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.