Day traders entram na mira da CVM com aumento da atividade

Estudos recentes revelam que 99% dos investidores desistem de operar como day traders por conta de prejuízos. Em alguns casos, os investidores se deprimem a tal ponto com as perdas que chegam a tirar a própria vida.

Mesmo assim, o número de pessoas que fazem operações de day trade no Brasil só aumenta. No ano passado, o número de investidores adeptos a essa modalidade dobrou, conforme noticiou o CriptoFácil.

Além disso, dos mais de 3 milhões de pessoas físicas aptas a operar no mercado de ações, 20% realizaram ao menos uma negociação de day trade em 2020.

Ao todo, foram mais de 1.140.000 operações de compra e venda diária de ativos, segundo a B3.

Influenciadores prometem lucro rápido

Grande parte desses novos investidores começam a fazer operações de day trade motivados por influenciadores que prometem dinheiro rápido e fácil com a atividade para vender cursos. 

Mas a realidade é muito mais arriscada.

O day trade, teoricamente, possibilita lucros maiores e a possibilidade de trabalhar remotamente. Afinal, basta um computador e internet para realizar as operações.

No entanto, o risco também é bastante alto. Tanto que em 2020, o resultado de todas as operações do tipo no Brasil foi de um prejuízo de R$ 2 milhões.

Além disso, um outro estudo revelou que apenas 5% dos day traders experientes lucram mais de R$ 10.000 por mês.

CVM em alerta com day trade

Agora, preocupada com esses prejuízos, a Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM) está com a atenção voltada para os day traders.

De acordo com o colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim, a autarquia já está consultando bancos e corretoras sobre o assunto.

A ideia da CVM para conter esses prejuízos, segundo o jornalista, é promover uma mudança na regulamentação do day trade. 

A matéria publicada nesta segunda-feira (26) não fornece mais detalhes sobre o que a CVM pretende alterar.

Ao CriptoFácil, Marcelo Ferreira, day trader veterano que fez fortuna operando no mercado, destacou a importância da CVM estabelecer parâmetros para a atividade no Brasil.

Afinal, investidores iniciantes entram no day trade acreditando em promessas falsas de “gurus” da internet. Com consequência, acabam perdendo dinheiro:

“Muitos influenciadores nem ao mesmo vivem de day trade, mas sim da venda de cursos. E é aí que está o perigo. O trade já é difícil, quando alguém que não sabe tenta ensinar, não dá certo. Então, acho importante a CVM estar presente nessas situações, para que o iniciante saiba em quem confiar e entre no mercado mais preparado para os desafios, que não são poucos.”

Leia também: JPMorgan pretende lançar seu fundo de Bitcoin ainda em 2021

Leia também: STX Traders atrasa saques e clientes desconfiam de golpe

Leia também: Binance inicia venda de ações de Apple, Microsoft e MicroStrategy

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.