Há exatos 10 anos, Satoshi Nakamoto fazia sua última aparição

O universo do Bitcoin é cheio de datas especiais. Nesta segunda-feira (26), outro evento notável da história do BTC completa 10 anos.

Em 26 de abril de 2011, o criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, enviava sua última mensagem. Na mesma data ele sumiria completamente, “abandonando” o Bitcoin para sempre.

Mensagem foi destinada a Gavin Andresen

Ao contrário da última mensagem pública de Satoshi, sua última mensagem de fato foi dirigida a um indivíduo. O destinatário foi Gavin Andresen, desenvolvedor que foi um dos pioneiros do Bitcoin.

Para muitos, ele ficou conhecido como o “braço direito de Satoshi”, devido à sua contribuição inicial para o Bitcoin. Ele também foi o criador da primeira torneira (faucet) para distribuição gratuita de BTC.

Em sua última mensagem, Satoshi já mostra o grau de desapego com a sua fama. O último pedido feito por ele foi para Andresen não dar destaque à sua figura, mas sim ao código do Bitcoin.

“Eu gostaria que você não continuasse falando sobre mim como uma figura misteriosa e sombria, a imprensa apenas aborda isso [o Bitcoin] sob o ângulo de uma moeda de pirata. Em vez disso, fale sobre o projeto de código aberto e dê mais crédito aos seus contribuidores de desenvolvimento. Isso ajuda a motivá-los”, disse Satoshi.

Satoshi

Após essa mensagem, Satoshi desapareceu sem deixar quaisquer vestígios. Em vez disso, o Bitcoin passou a ser cuidado por um grupo de desenvolvedores, o Bitcoin Core.

Falta de liderança: risco ou qualidade?

O desaparecimento de Satoshi talvez seja um fenômeno único no mundo das criptomoedas. Ele não apenas sumiu, como também nunca resgatou qualquer Bitcoin mantido em suas carteiras.

Apesar de ser uma das pessoas mais ricas do mundo, ele nunca usufruiu disso. Nenhum saque, conversão, qualquer sinal de sua existência sequer foi identificado nos últimos 10 anos.

Para Tatiana Revoredo, advogada e estrategista em Blockchain pela Universidade of Oxford e pelo MIT, o sumiço de Satoshi mostra a força do BTC. Mesmo sem ele, a rede cresceu e manteve sua descentralização desde o seu surgimento.

“Qualquer um pode entrar e sair da rede quando quiser. Qualquer pessoa pode construir sobre seu protocolo. Satoshi não controla a rede Bitcoin.”

Ela concorda com a tese de grandeza de Satoshi ao desaparecer. Para explicar isso, ela cita um trecho de seu livro recém-lançado, “Bitcoin, CBDC, DeFi e Stablecoin”.

“Satoshi foi inteligente o suficiente e humilde para reconhecer que sua criação transcendia sua existência e impactaria a relação entre cidadãos e governos, entre governos e empresas, bem como todas as indústrias, provocando uma mudança de Era”, finaliza.

Leia também: Trader que acertou preço do BTC indica 3 criptomoedas

Leia também: JPMorgan pretende lançar seu fundo de BTC ainda em 2021

Leia também: Brasileiros agora podem comprar criptomoedas na B3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.