Rendendo frutos: Bitcoin faz turismo saltar 30% em El Salvador

Embora tenha virado alvo do Fundo Monetário Internacional (FMI) e de lideranças dos Estados Unidos devido à adoção do Bitcoin como moeda de curso legal, El Salvador já está colhendo os frutos dessa iniciativa.

O setor de turismo do país cresceu cerca de 30% devido à ação pioneira de adotar o BTC.

De acordo com Morena Valdez, chefe do Ministério do Turismo de El Salvador (MITUR), a implementação do Bitcoin atraiu mais turistas e investidores ao país, com os benefícios relacionados para o setor. 

“Fizemos uma enquete para verificar a atividade, de acordo com o antes e o depois do Bitcoin. O setor do turismo aumentou, em novembro e dezembro, mais de 30%”, disse Valdez à uma reportagem da Forbes compartilhada pelo presidente de El Salvador, Nayib Bukele em sua conta no Twitter.

Conforme destaca a matéria da Forbes, o BTC multiplica oportunidades de negócios com parceiros em qualquer lugar do mundo. Consequentemente isso gera impulso para a economia de forma sustentada, no longo prazo.

Uma das metas estabelecidas pelo Governo salvadorenho é proporcionar a liberdade financeira para os cidadãos por meio do Bitcoin.

Cidadania a investidores estrangeiros

Mas não são só os salvadorenhos que têm a chance de conquistar a liberdade financeira. Na última semana, Bukele tuitou sobre seu plano de tornar o país “um paraíso de liberdade”. 

Ele propôs ao congresso 52 reformas legais, incluindo a oferta de cidadania a estrangeiros em troca de investimentos, inclusive em criptomoedas. 

“Estou enviando 52 reformas legais ao Congresso, para desburocratizar e criar incentivos fiscais, cidadania em troca de investimentos, novas leis de valores mobiliários, contratos de estabilidade etc. O plano é simples: à medida que o mundo cair na tirania, criaremos um paraíso de liberdade”.

Interferência dos EUA

Conforme noticiado pelo CriptoFácil, recentemente Bukele rebateu a preocupação dos senadores dos Estados Unidos com o BTC, após eles apresentarem uma legislação focada na adoção do Bitcoin por El Salvador.

Se a lei for aprovada, deverá ser criado um documento que, entre outras coisas, investigaria a relação econômica e comercial bilateral de El Salvador com os EUA, bem como a potencial redução do uso do dólar no país.

Além disso, o relatório analisaria as possibilidades de El Salvador usar a criptomoeda para driblar eventuais sanções dos EUA.

Em resposta, Bukele afirmou que El Salvador não é uma colônia dos EUA:

“Ok, boomers. Vocês não têm nenhuma jurisdição sobre uma nação soberana e independente. Nós não somos sua colônia nem seu quintal. Fiquem de fora de nossos assuntos internos. Não tentem controlar algo que vocês não podem controlar”, tuitou o presidente.

Leia também: Shiba Inu (SHIB): shitcoin ou vale investir?

Leia também: Pela primeira vez na história, existem mais de 40 milhões de endereços de bitcoin

Leia também: Maior empresa de investimento em metaverso, Animoca compra a Monkey Games

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.