Reino Unido determina fechamento de todos os caixas eletrônicos de criptomoedas no país

A Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido (FCA, na sigla em inglês) determinou que todos os caixas eletrônicos de criptomoedas (ATM) estão proibidos de operar no país. A decisão foi revelada pelo portal britânico The Telegraph na sexta-feira (11).

Como resultado, todos os equipamentos do tipo deverão ter suas operações encerradas. Segundo dados do Coin ATM Radar, existem 81 caixas eletrônicos de criptomoedas no Reino Unido atualmente. A maioria deles (51) está localizada na capital Londres, uma das maiores cidades do mundo.

Ou seja, turistas que desejarem trocar suas criptomoedas por libras não poderão mais utilizar esses equipamentos. De acordo com a FCA, as empresas responsáveis pelos caixas devem encerrar as operações, sob pena de serem autuadas.

Conforme o mapa do Coin ATM Radar, a maioria dos caixas opera em lojas de conveniência e supermercados. Eles são executados por pelo menos oito empresas, nenhuma dos quais são licenciados pela FCA.

“ATMs de criptomoedas que oferecem serviços no Reino Unido devem ser registrados na FCA e cumprir os regulamentos de lavagem de dinheiro do Reino Unido. Nenhuma das empresas registradas conosco foram aprovadas para oferecer esse serviço. Ou seja, qualquer ATM de criptomoedas no Reino Unido está fazendo isso ilegalmente e os consumidores não devem usá-los”, disse a FCA.

Juntamente com as empresas, as lojas que hospedam os caixas também foram notificadas. O teor da comunicação foi o mesmo: os caixas devem ser desligados e removidos das lojas.

FCA alega risco de “lavagem de dinheiro”

Os caixas eletrônicos de Bitcoin permitem aos usuários depositarem dinheiro – no caso, libras esterlinas – e comprem criptomoedas. O valor comprado pode ser colocado em uma carteira privada logo em seguida à operação.

Segundo a FCA, as máquinas possuem requisitos mínimos de verificações de antecedentes, sobretudo para depósitos de somas menores. Isto é, nenhuma delas tem procedimentos para verificar a identidade de quem está comprando criptomoedas.

Segundo a FCA, os britânicos conseguem comprar até £250 sem verificação de identidade. O risco é de que alguém faça múltiplas transações de pequenos valores, evitando ser detectado pelas autoridades.

Dessa forma, a autoridade financeira teme a possibilidade dos ATMs serem utilizados para lavagem de dinheiro. Alegando a prevenção dessa atividade, optou-se pelo banimento aos caixas.

O FCA disse: “Nós alertamos os operadores de caixas de caixas eletrônicos criptografia no Reino Unido para fechar as máquinas ou enfrentar a ação da aplicação.

Quem não obedecer à ordem pode ser proibido de realizar outros negócios financeiros, bem como receber multas ou processos criminais.

No Reino Unido ainda não há uma regulamentação de criptomoedas. As empresas não são proibidas de operar, mas precisam efetuar um registro na FCA.

Apenas 33 empresas estão plenamente registradas, enquanto 22 aguardam em uma lista temporária. Estas poderão operar no país até o final de março. Contudo, a FCA já fechou 110 empresas que estavam operando sem registro.

“Nós avisamos regularmente os consumidores que criptomoedas são não regulamentadas, o que significa que as pessoas não possuem qualquer proteção se as coisas derem errado. Então elas devem estar preparadas para perder todo o seu dinheiro se escolherem investir neles”.

Reação das empresas

Duas as maiores operadores de ATMs de criptomoedas no Reino Unido são a Gidiplus e a Gadcet. A Gidiplus teve sua licença de operação negada pela FCA em 2021 e recorreu à justiça britânica. No entanto, os tribunais mantiveram a decisão do regulador.

Por isso, os ATMs da empresa já não estavam operacionais, declarou Olumide Oskoya, dono de Gidiplus. O empresário disse que os vendeu a um comprador na Europa Oriental, onde as regras são menos rigorosas. Várias empresas do Reino Unido estão fazendo o mesmo, disse ele.

A Gadcet seguiu o mesmo caminho e disse que seus caixas não estavam mais negociando criptomoedas.

Curiosamente, o Reino Unido chegou a buscar a dianteira neste mercado, mas agora parece ter mudade de postura. O CEO da Blockchain.com, maior empresa de criptomoedas do país, criticou a FCA, dizendo que a postura do regulador significava que o Reino Unido estava ficando para trás da Europa na inovação do mercado.

Leia também: Projetos distribuem NFTs de graça; saiba como ganhar

Leia também: Usuário comete erro e vende famoso NFT por menos de R$ 0,01

Leia também: FTX faz parceria com Tomorrowland para levar criptomoedas, NFTs e Web3 a festivais de música

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.