Jake Paul ganhou mais de US$ 2 milhões divulgando criptomoedas que faliram

Celebridades, influenciadores e outras personalidades indicando ou apoiando a compra de uma determinada criptomoeda não é novidade no mercado de criptoativos.

Contudo, o influencer Jake Paul está sendo acusado de, não apenas lucrar indicando projetos, mas de intencionalmente “pumpar” criptomoedas que ele sabe que vão falir depois e lucrar com este movimento chamado “pump e dump”.

De acordo com um vídeo divulgado pelo perfil conhecido como Coffeezilla no YouTube, o youtuber e boxeador profissional Jake Paul ganhou milhões promovendo tokens sem valor para seus fãs.

No vídeo, Coffeezilla mostra que Paul estava fazendo promoções pagas para várias criptomoedas. Isso inclui Safemoon, Yummy Coin, Milf token e muito mais.

Como ele não rotulava as promoções como anúncios pagos, dava a impressão de que eram endossos pessoais.

Como Jake Paul operava

Ainda segundo o vídeo, o modus operandi do boxeador é configurar uma nova carteira para cada token que ele deseja promover. Em seguida, esta carteira é “abastecida” com o token, provavelmente pelo desenvolvedor.

Então, depois disso, ele usa as mídias sociais, geralmente Twitter, para elogiar o token. Logo em seguida, as moedas da carteira são transferidas para uma nova carteira e vendidas.

Esta carteira, inclusive, está registrada com o nome “PRBLM CHILD” na OpenSea, sendo que PRBLM CHILD é o apelido do boxeador. No passado, o endereço recebeu várias transações assinadas por Jake Paul.

Através desses esquemas de pump e dump, Jake Paul ganhou mais de US$ 2 milhões. Por outro lado, todos os projetos que promoveu perderam mais de 90% do seu valor ou foram abandonados.

O boxeador já enfrenta uma ação coletiva por promover Safemoon daqueles que investiram no token. Mas o fato de ele não ter anunciado que os tuites eram promoções pagas, pode colocá-lo em mais problemas legais.

Jake Paul não é a primeira nem a única celebridade a promover projetos de criptomoeda obscuros sem divulgar suas afiliações.

No ano passado, Kim Kardashian promoveu o Ethereum Max para seus mais de 200 milhões de seguidores no Instagram. Na ocasião, reguladores do Reino Unido descrevem a ação como a maior promoção de criptomoedas de todos os tempos. Ela não os informou que esta era uma promoção paga.

O ator popular de Hollywood, Steven Seagal, por sua vez, foi multado em mais de US$ 300.000 por não divulgar que estava sendo pago para fazer uma oferta inicial de moedas (ICO).

Leia também: Bitcoin pode subir, já que provou seu status de ‘garantia digital’, diz McGlone da Bloomberg

Leia também: Empreendedorismo cripto: entrevista especial com Cátia Azenha (Mundo Cripto Feminino)

Leia também: Baleias da Cardano vão as compras e acumulam ADA esperando alta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.