Hard fork no Ethereum ocorrerá em 24 de junho; saiba o que muda

O Ethereum, a segunda maior criptomoeda do mercado, está prestes a passar por uma de suas maiores atualizações. Trata-se de aguardado hard fork chamado “London” que acaba de ganhar uma data oficial: 24 de junho.

Agora, a atualização tem uma altura de bloco definida para três testnets. Isso significa o penúltimo passo chave para um lançamento completo na rede principal, a mainnet.

A data oficial foi informada pelo desenvolvedor principal do Ethereum, Tim Beiko. Em uma publicação em seu blog, ele escreveu que as redes de teste Ropsten, Goerli e Rinkeby agora definiram alturas de bloco nas quais London será ativada.

De acordo com Beiko, Ropsten está esperado para ser o primeiro no bloco 10499401, ou em algum momento em 24 de junho. Espera-se que Goerli seja o próximo, em 30 de junho, e Rinkeby em 7 de julho.

No entanto, um cronograma de lançamento para a importante atualização ainda está sendo determinado.

“No momento, apenas as redes de teste (Ropsten, Goerli, Rinkeby) foram agendadas para implementarem London. Assim que a atualização for ativada com sucesso nessas redes, um bloqueio será definido para a rede principal do Ethereum e comunicado neste blog e em outros locais”, escreveu Beiko.

London e mudanças

A atualização London inclui cinco fases, mas a estrela do show é a Proposta de Melhoria do Ethereum (EIP, na sigla em inglês) 1559. Essa atualização revisará a estrutura de taxas existente da rede.

Na prática, a EIP-1559 deverá reduzir significativamente os custos de GAS para os usuários. Isso também pode reduzir as receitas dos mineradores em mais de 50%.

Por conta disso, houve uma espécie de “revolta dos mineradores” que acabou não dando em nada.

A proposta de melhoria é uma das mais importante na história recente do Ethereum. Contudo, não é menos importante do que a atualização ETH 2.0.

A ETH 2.0 fará a transição da rede para um mecanismo de consenso baseado em Prova de Participação, ou PoS. Com esse algoritmo, o consumo de energia dos blocos de validação será reduzido significativamente.

“A natureza descentralizada dos sistemas blockchain torna a atualização da rede mais difícil. As atualizações de rede em uma blockchain requerem cooperação e comunicação com a comunidade, bem como com os desenvolvedores dos vários clientes Ethereum para que a transição ocorra sem problemas”, destacou a postagem da Ethereum sobre a atualização.

Leia também: Bitcoin despenca abaixo US$ 37.000 e analistas explicam possíveis cenários

Leia também: China lança 3.000 caixas eletrônicos para comprar sua moeda digital

Leia também: VeChain, Algorand e Matic podem saltar até 85% no curto prazo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.