Criptomoeda dispara 100% após SpaceX lançar novos satélites

É de conhecimento público que a maioria das 14.000 criptomoedas do mercado apresentam comportamentos por vezes irracionais. De fato, muitas delas podem disparar de preço subitamente por motivos que não possuem qualquer relação com o mercado.

Foi exatamente o caso de uma criptomoeda chamada StarLink (STARL). Listada em 236ª na lista do CoinMarketCap, a criptomoeda disparou 100% nesta segunda-feira (15). O motivo: simplesmente possuir o mesmo nome da rede de satélites da SpaceX, empresa do bilionário Elon Musk.

Lançamento de satélites leva criptomoeda para a Lua

A coincidência é que a STARL possui o mesmo nome da Starlink, sistema de satélites criado pela SpaceX. No dia 11 de novembro, a empresa lançou seu segundo foguete Falcon 9, que levou 53 satélites Starlink para a órbita da Terra. O lançamento foi divulgado no perfil da SpaceX no Twitter.

Bom, logicamente isso não tem nada a ver com criptomoedas. Mas por causa da semelhança entre os nomes, a STARL registrou ganhos de 115% neste feriado. De acordo com o CoinMarketcap, o preço da STARL estava em US$ 0,00003724, porém chegou aos US$ 0,00008 em seu topo do dia.

Após um tempo, o mercado devolveu parte dos ganhos da criptomoeda, que opera em queda de 4,4% neste momento. Mesmo assim, quem comprou na mínima acumulou ganhos de quase 100% na operação.

Evolução do preço da STARL desde lançamento do foguete da SpaceX. Fonte: CoinMarketCap.

Efeito musk indo longe demais?

Surpreendentemente, a STARL não apenas é uma criptomoeda praticamente irrelevante, como também não tem qualquer conexão a Elon Musk. A criptomoeda e o Projeto StarLink são duas entidades completamente diferentes.

Não seria a primeira vez que Musk utiliza a SpaceX para causar aumento de preços em alguma criptomoeda. Quando anunciou o satélite DOGE-1, o bilionário afirmou que a missão do satélite seria paga 100% em Dogecoin (DOGE). Como resultado, a criptomoeda-meme disparou de preço.

Dessa vez não dá sequer para acusar o polêmico bilionário de participação no pump. De fato, Musk não escreveu qualquer tuíte ou publicação que fizesse menção ao código STARL. Trata-se, portanto, de um pump causado totalmente pelo mercado.

Leia também: Volume de exchanges descentralizadas cresce 550% em 2021 e supera concorrentes

Leia também: ETF de futuros de Bitcoin da VanEck estreia na CBOE terça-feira (16)

Leia também: Exchange descentralizada ParaSwap realiza airdrop de 150 milhões de tokens nativos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.