“Corretor das celebridades” é preso pela PF durante o feriado. Consultor estaria ligado à esquema de pirâmide

Na tarde de terça-feira (12), a Polícia Federal (PF) prendeu Michael de Souza Magno, conhecido como “corretor das celebridades”. Ele é apontado como consultor de Glaidson Acácio dos Santos, o “Faraó dos Bitcoins”, na empresa GAS Consultoria Bitcoin.

Desde a Operação Kryptos, que prendeu Glaidson em agosto, Magno estava foragido. Ambos foram denunciados por fraude contra o sistema financeiro nacional.

A PF prendeu o consultor da GAS na Rodovia Castelo Branco, na altura de Araçariguama, em São Paulo. De acordo com a PF, ele estava a bordo de um Jaguar no momento  da prisão.

Nesta quarta-feira (13), Magno será transferido para o Rio de Janeiro.

Corretor das celebridades

Antes de ser vinculado ao caso GAS, Magno ganhou fama no eixo Rio-São Paulo por ser visto em fotos ao lado de artistas para os quais teria vendido imóveis.

Em conversas interceptadas pelas autoridades, com autorização da Justiça, o corretor se vangloriava de ter realizado aportes de R$ 2 milhões na suposta pirâmide de Bitcoin liderada por Glaidson. 

Além disso, ele foi ouvido dizendo a uma interlocutora que não havia risco de os bens da empresa serem bloqueados.

Isso porque, segundo ele, havia uma pessoa responsável por sacar o dinheiro das contas e “converter” em criptomoedas.

“Eles olham e não tem dinheiro”, disse Magno. “De dez em dez minutos, entra uma menina na conta do Banco do Brasil e transforma todo o saldo que tem em criptomoedas. Hoje, para você ter uma ideia, entra uma média de dois bi a cada hora na conta da empresa”, destacou.

Operações no exterior 

Ainda de acordo com as investigações, Glaidson e seus sócios teriam aberto contas e empresas em outros países, incluindo paraísos fiscais como as Ilhas de Malta.

Os investigadores acreditam que o grupo usava o capital dos investidores nessas operações internacionais. Além de Malta, a força-tarefa concentra as investigações nos Estados Unidos, Emirados Árabes, Portugal, Uruguai e Colômbia.

Leia também: Mineração de Bitcoin: EUA vira novo epicentro com 35% do hash rate

Leia também: Passaporte de vacina é vendido por R$ 500 em Bitcoin no Rio de Janeiro

Leia também: Coluna do TradingView: Altcoins operam em alta nessa quarta-feira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.