CoinFLEX diz que calote de Roger Ver motivou empresa a bloquear saques dos clientes

No dia 25 de junho, a exchange CoinFLEX anunciou o bloqueio dos saques para os seus clientes, alegando “condições de mercado”. Contudo, agora a empresa diz que a decisão foi motivada por causa de um calote feito por Roger Ver.

Conhecido como “Bitcoin Jesus” no passado, Ver foi um grande entusiasta do Bitcoin (BTC), mas decidiu mudar de lado. No caso da ConFLEX, o CEO Mark Lamb acusa Ver de dar um calote de US$ 47 milhões (R$ 247 milhões em valores atuais) na exchange.

De acordo com Lamb, Ver pegou o dinheiro em USDC como um empréstimo, mas não pagou o valor acordado. O CEO afirmou que a exchange já notificou o empresário através de um aviso de inadimplência.

“Roger Ver deve à CoinFLEX US$ 47 milhões em USDC. Temos um contrato escrito com ele obrigando-o a garantir pessoalmente qualquer patrimônio negativo em sua conta na CoinFLEX e aumentar a margem regularmente”, disse Lamb em sua conta no Twitter.

Disputa de versões

A princípio, o caso da CoinFLEX vazou através de um usuário do Twitter conhecido como “FatManTerra”. O perfil é membro do Terra Research Forum e forneceu ampla cobertura do colapso da blockchain Terra em maio.

Também por meio do Twitter, FatManTerra especulou que o calote do empréstimo por parte de Ver estava por trás dos problemas da CoinFLEX.

Quando os rumores surgiram, Ver foi ao Twitter para negar as alegações. De fato, o CEO afirmou que a CoinFLEX é quem lhe devia dinheiro, e não o contrário.

“Não apenas não tenho dívida com essa contraparte, mas essa contraparte me deve uma quantia substancial de dinheiro e atualmente estou buscando o retorno dos meus fundos”, afirmou Ver.

Mas logo em seguida, Lamb rebateu a fala de Ver e confirmou que ele havia dado calote no empréstimo. O CEO classificou as declarações de Ver como “descaradamente falsas.

A princípio, o CEO pretendia manter a identidade de Ver sob sigilo. Quando explicou os problemas de liquidez da CoinFLEX, Lamb identificou a fonte do problema como “um certo indivíduo de alto patrimônio líquido”, mas sem citar nomes.

Por causa do anonimato, a comunidade especulou que a exchange teria emprestado dinheiro ao Three Arrows Capital (3AC), fundo que está à beira da insolvência. Mas as declarações de Lamb esclareceram a verdadeira identidade do investidor.

Plano de recuperação

Recentemente, a exchange criou um novo token chamado Recovery Value USD (rvUSD). O token é lastreado nas dívidas da CoinFLEX, que pretende vendê-lo para arrecadar US$ 47 milhões.

Essa é a quantia necessária para retomar os saques para seus clientes e exatamente a mesma quantia que Lamb afirma que Ver deve à empresa.

“O rvUSD é um token emitido pela CoinFLEX relacionado a uma dívida pendente devida por um determinado indivíduo de alto patrimônio líquido à CoinFLEX”, diz o whitepaper do token. 

Segundo Lamb, um acordo prévio entre Ver e a CoinFLEX impediu a exchange de liquidar a posição do empresário. A situação levou a CoinFLEX a congelar saques em sua bolsa na semana passada.

Portanto, caso Ver perca a ação na justiça e tenha que pagar todo o valor, a CoinFLEX afirma que poderá restabelecer os saques na plataforma.

Leia também: Tribunal ordena liquidação da Three Arrows Capital

Leia também: eBay registra pedido de 3 aplicações para o metaverso

Leia também: Descentralizado? Chainalysis revela que 1% dos membros de DAOs controla 90% dos votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.