China começa a testar yuan digital com estrangeiros

O governo da China permitirá pela primeira vez que cidadãos estrangeiros usem sua moeda digital do banco central (CBDC), conhecida como yuan digital.

Conforme informou a nação asiática, atletas e visitantes que estarão em Pequim para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 poderão usar a moeda antes do início do evento.

A ideia do Banco Popular da China (BPC) é testar o quão receptivos estrangeiros são ao yuan digital.

Mais precisamente, o governo chinês quer saber como os atletas vão aceitar a CBDC depois que países como os EUA, Japão, Austrália, Grã-Bretanha e Canadá recomendaram a seus jogadores não usar a moeda digital por questões de privacidade.

“A China estaria procurando usar os Jogos para mostrar a influência do yuan digital globalmente”, dizem fontes locais.

Porta-vozes do governo chinês já manifestam há mais de 2 anos a intenção de que sua moeda digital concorra com o dólar americano como moeda global.

Esse objetivo justificaria decisões como a proibição de qualquer atividade relacionada ao Bitcoin e outras criptomoedas. Afinal, forçaria o uso exclusivo do e-CNY como moeda digital, pelo menos dentro do território chinês.

CBDC

Nas semanas anteriores aos Jogos Olímpicos de Inverno, programados para 4 a 20 de fevereiro, os não residentes poderão escolher entre baixar um aplicativo ou adquirir um cartão físico para gerenciar o yuan digital.

Além disso, terão a opção de usar caixas eletrônicos habilitados para trocar moeda estrangeira por e-CNY .

Da mesma forma, atletas e treinadores receberão uma pulseira que funciona como uma carteira offline, que pode ser colocada nos pontos de venda para efetuar pagamentos.

Enquanto isso, dentro da vila olímpica, apenas serão aceitos como meio de pagamento os cartões Visa (patrocinador do evento), o yuan digital e a moeda física chinesa, conhecida no país como renminbi.

Embora o BPC tenha fechado recentemente uma aliança com o WeChat Pay, uma das plataformas de pagamento digital mais utilizadas pelos chineses, o aplicativo não estará habilitado para uso em instalações esportivas.

Também não poderá ser usado o Alipay, outro meio de pagamento digital altamente popular na China, que já opera com e-CNY desde maio passado.

Leia também: Fotos vencedoras do Pulitzer serão tokenizadas e transformadas em NFT

Leia também: Fundos roubados em protocolos DeFi crescem 100% e atingem R$ 7 bilhões, revela estudo  

Leia também: Mais de 30% das pequenas empresas do Brasil planejam aceitar criptomoedas em 2022, revela Visa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.