Bitcoin terá recuperação no mesmo nível pós-coronacrash, diz analista

O analista Michaël Van de Poppe fez uma análise muito otimista sobre o preço do Bitcoin (BTC). De acordo com o analista, a criptomoeda está se comportando de maneira semelhante a meados de 2020, logo após o Coronacrash.

Naquela ocasião, o BTC chegou a cair quase 50% em um único dia e atingir as mínimas do ano. Contudo, logo depois a criptomoedas se recuperou e atingiu suas máximas históricas. No ano seguinte, o BTC chegou a acumular mais de 2.000% de valorização.

Períodos de valorização anterior

O analista disse aos seus 588.000 seguidores no Twitter que o momento atual do BTC não trouxe nenhuma emoção recente. E embora muitos investidores considerem isso um mau sinal, isso costuma ser um início de fortes valorizações.

“O Bitcoin me lembra muitos dos períodos de acumulação anteriores. Atualmente atuando dentro desse intervalo por 4 meses, resultando em ação de preço chato e instável. Relativamente os dados na cadeia da ATL, sugerindo que é acumulação. A fuga provavelmente será grande”, diz o analista.

Para ilustrar seu pensamento, van de Pöppe traz um gráfico com o desempenho do BTC ao longo de 2020. Os períodos em destaque são momentos de acumulação ocorrido naquele ano antes do BTC buscar a máxima histórica.

Comportamentos de acumulação do Bitcoin. Fonte: Twitter.

Dois anos depois, o movimento se repete na faixa de preço atual, na qual o BTC se lateraliza entre os US$ 38.000 e US$ 45.000.

Período atual de acumulação. Fonte: Twitter.

Dólar mais fraco beneficia BTC

Van de Poppe também está vigiando de perto o índice dólar (DXY), que mede o preço da moeda contra uma cesta de outras grandes moedas fiduciárias. Ou seja, o DXY mede se o dólar está fraco ou forte em relação às outras moedas globais.

Nos últimos dias, o DXY viu sua cotação disparar e superar a barreira de 100 novamente. Isto é, o dólar está ganhando força no mundo inteiro. Somente no Brasil, a moeda estadunidense valorizou quase 10% nos últimos dias.

Com o DXY em forte alta, o BTC tende a ser beneficiado. Van de Pöppe afirma que o ganho de força do dólar indica ma possível reversão de tendência, o que pode ser o combustível que o BTC, criptomoedas e os mercados de ações precisam.

“Quando se trata de uma potencial reversão de Bitcoin ou quebra dessa estrutura, precisamos de um dólar ‘fraco’ para agir. Nesse caso, o DXY está se aproximando dos níveis-chave que marcaram os recordes anteriores”, disse.

Leia também: Panamá aprova lei que regulamenta criptomoedas e zera impostos sobre ganhos de capital

Leia também: Inspirado na ApeCoin, empresário lança coleção de NFTs para ‘bombar’: a Bored Brazil Club

Leia também: Usuários da MetaMask agora podem comprar criptomoedas via MoonPay que aceita Pix

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.