Bancos podem emitir moedas digitais em Ethereum, diz especialista

As Moedas Digitais de Banco Central (CBDCs, na sigla em inglês) podem funcionar diretamente na blockchain Ethereum. Foi o que afirmou Yao Qian, um dos idealizadores do Yuan Digital, moeda digital da China.

Segundo Qian, que agora dirige o Gabinete de Supervisão de Ciência e Tecnologia da Comissão Reguladora de Valores da China, as CBDCs estão definidas para se tornar mais “inteligentes”.

Ou seja, podem incorporar a funcionalidade de contrato inteligente, além de funcionarem como uma forma digital do dinheiro físico.

CBDCs e contratos inteligentes

As declarações do “arquiteto” da CBDC chinesa foram dadas durante sua participação no Fórum Internacional de Finanças, realizado em Pequim.

Na ocasião, ele destacou os benefícios da integração das CBDCs em redes de blockchain:

“Podemos imaginar que, se a moeda digital do banco central funcionar diretamente em redes de blockchain, como Ethereum e Diem, o banco central poderá usar seus serviços BaaS [Banking as a Service] para fornecer diretamente a moeda digital do banco central aos usuários sem o uso de intermediários.”   

Por outro lado, Qian ponderou que o sistema de contratos inteligentes ainda precisa amadurecer. Afinal, já houve diversos incidentes de segurança decorrentes de vulnerabilidades nesses contratos.

Além disso, ele observou que ainda existem preocupações sobre o status legal dos contratos digitais. Nesse sentido, Qian defendeu que os bancos centrais façam uma abordagem mais cautelosa com essa tecnologia.

Primeiramente, devem adotar contratos inteligentes mais simples. Então, quando as questões de segurança e legalidade forem mais garantidas, devem aumentar a complexidade dos contratos.

No que diz respeito à regulamentação, Yao Qian acredita que deve ser alcançado um equilíbrio entre a proteção da privacidade dos usuários e a garantia da conformidade.

De maneira geral, ele destacou sete aspectos que devem ser considerados ao pesquisar e desenvolver uma CBDC: sua rota técnica, atributos de valor, arquitetura operacional, acumulação de juros, distribuição, implementação de contratos inteligentes e questões regulatórias.

Yao Qian foi responsável por liderar o laboratório de pesquisa de moeda digital chinesa até 2018. Ele é citado como autor ou coautor em muitos dos pedidos de patentes do banco central da China relacionados à tecnologia de moedas digitais.

Leia também: Criptomoedas vão dominar o mundo, diz criador da Cardano

Leia também: Veterano revela 5 criptomoedas prontas para recuperação

Leia também: Mercado brasileiro de criptomoedas será regulamentado em três meses

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.