Autoridades da França acusam grupo de roubar R$ 13 milhões em golpes com Bored Apes

As autoridades da França acusaram cinco indivíduos por supostamente usarem um site de phishing para praticar golpes com NFTs. De acordo com um portal de notícias local, o grupo roubou vários NFTs de suas vítimas, incluindo exemplares dos Bored Ape Yacht Club (BAYC).

Os cinco pertenceriam a uma gangue criminosa que roubou os NFTs de vários usuários através do site. No total, as autoridades estimam que o valor roubado chegue a US$ 2,5 milhões, ou R$ 13 milhões na cotação atual. A quadrilha atuou o final do ano passado e o início deste ano, mas finalmente caiu nas mãos das autoridades.

Site falso para roubar NFTs

Conforme a explicação das autoridades francesas, o suposto esquema funcionava através de um site falso. No site, os golpistas utilizam falsos pretextos para enganar as vítimas a entregar seus tokens sob falsos pretextos.

Um desses pretextos era “modificar” a estrutura dos NFTs. Nesse sentido, o site prometia transformar os tokens de imagens estáticas para imagens animadas. Ou seja, os NFTs virariam GIFs, mas os usuários precisavam enviar os tokens para o endereço que estava no site.

No entanto, uma vez que isso acontecia, os golpistas ficavam de posse definitiva dos NFTs, deixando os donos no prejuízo.

Entre os cinco indiciados, dois são suspeitos de criar o site, incluindo o marketing para induzir as vítimas a cair no golpe. Os outros três organizariam a publicidade para o site, bem como faziam a lavagem do dinheiro roubado.

Investigação começou cedo

A polícia francesa disse que abriu uma investigação no final de agosto, após tomar conhecimento de uma análise realizada pelo autodenominado “cripto-detetive” ZachXBT. Na ocasião, este perfil anônimo publicou suas descobertas no Twitter com alerta sobre o golpe.

Em seguida, as descobertas de Zach chamaram atenção das autoridades, que utilizaram seus dados na investigação. De acordo com as autoridades, as descobertas do detetive ajudaram a polícia a descobrir a identidade de dois dos membros da quadrilha.

Além disso, Zach também identificou pelo menos três vítimas do golpe, enquanto a polícia identificou cinco vítimas. Uma das vítimas teve três NFTs roubados, incluindo um BAYC cujo valor na época era estimado em mais de R$ 5 milhões.

“No ano passado, vimos os golpistas se tornarem mais criativos com novos métodos de phishing nas pessoas na Web3”, disse Zach na época.

Como resultado de sua própria investigação, o Escritório Central de Combate ao Crime Relacionado às Tecnologias da Informação e Comunicação – a unidade de crimes cibernéticos da França – colocou sete pessoas sob custódia policial na segunda-feira (10).

Além dos cinco indivíduos acusados, com idades entre 19 e 24 anos, a polícia prendeu os pais de um suspeito. No entanto, não havia provas da participação e eles foram liberados sem acusações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.