Aumento da mineração de Bitcoin levará Cazaquistão a recorrer à energia nuclear

Um aumento na mineração de Bitcoin está gerando escassez de eletricidade no Cazaquistão. Com isso, o país, que é considerado rico em energia, estuda a possibilidade de usar energia nuclear para manter a atividade.

Depois que a China proibiu a mineração de Bitcoin (BTC) e de outros ativos digitais, os mineradores começaram a migrar para outros países e o Cazaquistão foi um deles.

Hoje, a nação da Ásia Central só fica atrás dos Estados Unidos em termos de produção global de criptomoedas.

Mais precisamente, a participação do Cazaquistão na taxa de hash mundial aumentou para 18,1%, de acordo com os dados mais recentes do Cambridge Center for Alternative Finance. Isso é um aumento de quatro vezes em relação ao ano anterior.

Mineração de Bitcoin no Cazaquistão

Conforme noticiado pelo portal Nikkei Asia, esse aumento foi, em partes, intencional. Isso porque o país criou um ambiente favorável à mineração ao estabelecer uma estrutura legal para a indústria em julho de 2020.

Agora, o Cazaquistão está ansioso para colher os benefícios financeiros. A legislação, associada ao excesso de energia, fez do país um destino privilegiado para empresas que se mudaram da China.

Contudo, o alto consumo energético da mineração está se tornando um problema. Em um ano normal no Cazaquistão, o consumo de energia cresce entre 1% e 2%.

Mas até agora neste ano, houve um “crescimento anormal” de 8%, segundo Murat Zhurebekov, vice-ministro de Energia do país.

Em outubro, a Cazaquistão Electricity Grid Operating Company (KEGOC) atribuiu parcialmente a queda de três usinas de energia ao aumento da demanda por mineração.

Com a crise, o presidente Kassym-Jomart Tokayev cogita usar de energia nuclear para manter a mineração:

“Olhando para o futuro, teremos que tomar uma decisão impopular sobre a construção de uma usina nuclear”, disse ele em reunião com banqueiros.

Racionamento de energia para mineradores

Enquanto isso, a KEGOC está racionando o fornecimento de energia para 50 empresas de mineração que operam oficialmente no país.

Essas empresas pagam impostos e têm acordos com a operadora da rede. Entretanto, há diversas outras mineradoras não registradas operando em uma “área cinzenta”.

Nesse sentido, restringir essa atividade irregular é crucial para a segurança energética de longo prazo do Cazaquistão, de acordo com Alan Dorjiyev, presidente da Associação da Indústria de Data Center e Blockchain do Cazaquistão.

A partir de 2022, o estado introduzirá um novo imposto de US$ 0,0023 por quilowatt-hora usado por empresas registradas.

Dessa forma, o país espera aumentar a arrecadação de impostos e tornar as necessidades de eletricidade mais fáceis de prever.

Leia também: Dogecoin: agora você pode usar DOGE para pagar na segunda maior rede de cinemas da América

Leia também: Upland apresenta metaventuras e novo modelo de propriedade de negócios

Leia também: Bitcoin, Ethereum e BNB voltam a subir. Alta chega a 7% nas últimas 24 horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.