Plano de Marketing

Dicas para criar um plano de marketingSaiba o que é o plano de marketing e em que consiste. Aproveite para conhecer formas de melhorar as suas estratégias e conseguir clientes.

O plano de marketing consiste num documento onde se escreve o ambiente à bolsa da empresa, a situação em que se encontra, os objetivos de marketing que deve procurar alcançar, as estratégias de marketing que permitem alcançar os ditos objetivos, e os planos de ação que permitem implementar essas estratégias. Ao analisar o seu ambiente e situação atual, e ao planificar os seus objetivos e estratégias de marketing, assim como o curso de ação, este plano permite à empresa antecipar-se à concorrência e minimizar o risco. Continue lendo para saber melhor como funciona este plano e quais os passos a seguir.

Guia completo para criar um plano de marketing

Além de servir como um instrumento de planificação, este plano também serve a empresa como um instrumento de coordenação, ao permitir coordenar as atividades de marketing, e como um instrumento de controlo e avaliação ao permitir comparar os resultados obtidos com este plano. Conheça quais são os pontos importantes na hora de criar um plano para a sua empresa ou negócio:

  1. Resumo executivo – A primeira parte do plano de marketing é o resumo executivo, o qual consiste no resumo dos pontos mais importantes das demais partes do plano, pelo que deve ser colocado no início deste, mas deve ser desenvolvido ao longo das partes. Alguns dos elementos que devem ser incluídos no resumo executivo incluem: a descrição da empresa, descrição do produto, principais oportunidades, principais objetivos de marketing que devem ser alcançados, a equipa de trabalho encarregada pela execução do plano e orçamento necessário.
  2. Análise do ambiente – Logo depois do resumo executivo, a parte seguinte é o a análise do ambiente, onde são analisadas as forças ou fatores externos que poderiam ter influência na empresa. Estas forças ou fatores externos podem ser: forças de ação indireta (taxa de crescimento do PIB, taxa de inflação, taxa de juros, etc), consumidores (necessidades, gastos, preferências, desejos, hábitos de consumo, etc), competência (volume de vendas, participação no mercado, recursos, etc).
  3. Análise da situação – Nesta parte da análise da situação, são analisados e descritos diferentes elementos ou factores que podem existir dentro da empresa, e que podem dar uma ideia dos recursos e da capacidade com que contam. Estes elementos ou fatores internos podem ser ordenados por: área administrativa (objetivos, estratégias, políticas, cultura, valores, etc), área de marketing (vendas, público-alvo, produto, preço, distribuição, serviço ao cliente, lealdade dos clientes, etc), área de finanças (liquidez, rentabilidade, ativos, passivos, etc), área de produção (investigação e desenvolvimento, tecnologia, etc), área de recursos humanos (contratação, remuneração, incentivos, liderança, motivação, etc).
  4. Estabelecimento dos objetivos de marketing – Nesta parte são estabelecidos os objetivos de marketing que se procura alcançar, tendo em conta a análise do ambiente e a análise da situação. Alguns exemplos de objetivos de marketing gerais são: ser uma empresa líder de mercado, posicionar a marca na mente dos consumidores, ser uma empresa reconhecida pela sua qualidade de serviço ao cliente. Enquanto nos objetivos de marketing específico você pode escolher: aumentar as vendas mensais em 20% para o segundo semestre, atingir uma participação de 15% do mercado no fim do ano e abrir 2 novos lugares para o primeiro trimestre do próximo ano.
  5. Formulação de estratégias de marketing – Aqui devem ser formuladas as estratégias que permitem aproveitar as oportunidades e fazer frente às ameaças e que, ao igual aos objetivos, tomem conta dos recursos e da capacidade com que conta a empresa, potencie os seus pontos fortes e neutralize os seus pontos fracos. Alguns exemplos de estratégias de marketing orientadas para o produto são: incluir novas caraterísticas no produto, lançar uma nova linha de produtos e adicionar serviços complementares.
  6. Desenho do plano de ação – Finalmente, nesta parte do desenho dos planos de ação são especificados os passos e outros aspectos necessários para implementar ou executar as estratégia de marketing formuladas anteriormente. Alguns elementos que deve ser especificados nos planos de ação são: as tarefas a realizar, a distribuição de recursos, os responsáveis, a programação de tarefas e o investimento necessário.

Esta entrada foi publicada em Marketing com as tags estrategias marketing, plano marketing. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.