Transações de Dogecoin caem para níveis de 2018; hype acabou?

O hype em torno da Dogecoin parece ter esfriado. Em maio, a criptomoeda registrou uma média de 19,6 mil transações por dia, menor volume desde setembro de 2018, segundo o BitInfoCharts.

Comparando-se com abril, quando muito se falou sobre a DOGE, houve uma queda brusca de 85% em movimentações diárias na blockchain.

Além disso, dados do Google Trends revelam uma redução nas buscas pela criptomoeda. Atualmente, a métrica atinge 26 pontos de um total de 100.

O hype acabou?

Depois de altas expressivas, a DOGE passou por duras correções. A criptomoeda exibiu uma correção superior a 70% frente a sua máxima histórica em maio.

Neste cenário, o volume de transações diárias da rede também foi afetado, como sinalizou o jornalista Grégory Raymond.

“A loucura da Dogecoin parece ter esfriado. [Agora, registra] cerca de 20 mil transações por dia em sua blockchain, o menor [volume] desde 2018.”

Durante a alta em abril, a Dogecoin exibiu mais de 136 mil transações diárias em sua rede. No entanto, sofreu consecutivas quedas e atingiu a marca de 19,6 mil operações no dia 30 de maio, o menor número em 3 anos.

Dogecoin

Em junho, a atividade da rede apresentou uma leve recuperação. Na última atualização do BitInfoCharts, no dia 17 de junho, a Dogecoin registrou 22,4 mil transações em 24 horas.

Buscas no Google caem

Além das operações diárias na rede, as buscas no Google referentes à criptomoeda também apresentaram queda. De acordo com a ferramenta Google Trends, houve uma redução de 74% nas pesquisas feitas por “Dogecoin” nas últimas semanas.

Enquanto a ferramenta marcou 100 pontos entre os dias 9 e 15 de maio, o nível de pesquisa está em 26 esta semana. Contudo, o indicativo pode aumentar, visto que a métrica é semanal e a conclusão desta semana se encerra no dia 19 de junho.

Por fim, a criptomoeda exibe uma desvalorização de 2,80% nas últimas 24 horas. No momento de escrita desta matéria, a DOGE custa R$ 1,46.

Leia também: Bitcoin corrige e falha novamente em romper os US$ 40.000

Leia também: 5 criptomoedas que podem dar 1.000% em pouco tempo

Leia também: Goldman Sachs negociará futuros de Bitcoin da CME

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.