Trader indica cinco altcoins que podem disparar de preço em setembro

O trader Austin Arnold, criador do canal Altcoin Daily, revelou em quais criptomoedas está apostando para o mês de setembro. De acordo com um vídeo recente, Arnold destacou que está de olho na Tezos (XTZ), VeChain (VET), Ethereum (ETH), Cosmos (ATOM), e Cardano (ADA).

Algumas dessas criptomoedas, como ADA e XTZ, registraram fortes valorizações nos últimos dias, mas Arnold acredita em movimentos ainda mais expressivos.

XTZ

Em primeiro lugar, o trader cita o XTZ, token que alimenta a rede Tezos. Lançada em 2018, a Tezos é uma plataforma de contrato inteligente que permite que seus usuários participem ativamente da governança da rede.

Desde que foi lançada até meados de 2019, a Tezos se viu diante de muitas polêmicas. Os criadores da rede sofreram diversos processo, além de ter postergado o lançamento. Diante disso, e com o crescimento de redes como Binance Smart Chain (BSC) e Solana (SOL), a Tezos foi deixada de lado por muito tempo.

Contudo, o projeto ganhou os holofotes nessa semana por causa de algumas parcerias importantes. Arnold destaca a adoção do XTZ entre várias empresas financeiras e blockchain baseadas na Suíça, algo que contribuiu no preço do XTZ. O token teve uma valorização de 21% nos últimos sete dias.

Desempenho do XTZ nos últimos sete dias. Fonte: CoinMarketCap.

Arnold acredita que essas empresas financeiras estão utilizando a Tezos para criar um nicho específico. E isso pode beneficiar ainda mais o preço do token no médio prazo

“Portanto, parece que eles estão criando seu próprio pequeno nicho. Isto é, um padrão de token da Tezos para trabalhar especificamente com os órgãos e instituições financeiras que precisam de algum tipo de conformidade”, explicou.

VET

Em seguida, o trader cita o VET, token da plataforma de cadeia de suprimentos em blockchain VeChain. O potencial aqui está no mercado de tokens não fungíveis (NFT). Arnold observa que a VeChain comprometeu US $ 1 milhão para financiar o desenvolvimento de seu próprio marketplace de NFTs.

Ao contrário de sites como OpenSea, a plataforma da VeChain visa atender empresas que desejam criar ou investir em NFT. Vale destacar que a entrada de empresas neste setor é bastante recente. Há menos de três dias, a Visa pagou quase R$ 1 milhão em um CryptoPunk.

No entanto, o trader enxerga que o potencial de investimento das empresas, sendo muito maior, tende a criar ainda mais valor no mercado.

“Como um jogador-chave no mundo real dos negócios, as empresas serão a principal força motriz por trás da adoção em massa de tecnologias NFT. Como tal, a melhor maneira de facilitar essa adoção é desenvolver e oferecer suporte a um ecossistema eNFT vibrante usando a plataforma VeChainThor”, disse.

ETH

O Ethereum (ETH) também figurou como uma das apostas de Arnold para setembro. Nesse sentido, o trader destaca a força do Ethereum 2.0 e das finanças descentralizadas (DeFi). Recentemente, pelo menos seis entidades doaram juntas US$ 1,5 milhão para contribuir na evolução do novo protocolo.

Além disso, o já citado caso da Visa e o lançamento do hard fork London tendem a gerar um ecossistema mais consolidado. Com um aumento na demanda pela rede, o preço do ETH tende a se valorizar ainda mais em setembro.

“E por que isso é importante para você é porque isso está nos mostrando que todo o ecossistema criptográfico, ou pelo menos muitos, muitos jogadores-chave, estão doando dinheiro e recursos para apoiar o sucesso desta grande atualização da ETH.”

ATOM

O ATOM é o token que alimenta a rede Cosmos – e quarta aposta de Arnold para setembro. Segundo o trader, o BTC está chegando à rede Cosmos através da interBTC, uma plataforma DeFi que permitirá aos usuários investir, ganhar e pagar com seu BTC em qualquer blockchain.

Em outras palavras, a nova rede promete realizar uma espécie de troca atômica entre BTC e outros tokens. Se isso acontecer, o ecossistema da Cosmos terá uma enorme procura, o que deve aumentar a demanda pelo seu token.

“Apenas por alguma perspectiva, o Bitcoin trará profunda liquidez para o ecossistema Cosmos e aumentará significativamente a utilidade e o escopo de DeFi na rede. Não exclua a Cosmos”, disse.

ADA

Por último, Arnold cita a ADA, que certamente já deu enormes retornos este mês. E visto que a atualização Alonzo será lançada no início de setembro, a tendência de alta ainda deve se prolongar.

Ao mesmo tempo, a Cardano está bem vista aos olhos dos reguladores. Recentemente, a ADA foi listada na exchane BitPoint, localizada no Japão. O processo teve exaustivas verificações regulatórias, nas quais a ADA foi aprovada em todas elas.

Em termos de acesso, a Cardano pretende incluir várias das funcionalidades existentes em redes maiores como o Ethereum. Porém, ao contrário desta, as taxas de transação na Cardano seguem relativamente baixas, o que é benéfico especialmente para projetos de menor tamanho.

“Em primeiro lugar, embora a Cardano obviamente tenha um valor de mercado muito menor do que [BTC e ETH], seu volume real na rede é muito semelhante aos outros dois. Isso é um bom sinal. Segundo, observe como as taxas no Cardano estão muito, muito mais baixas em comparação. Isto é US$ 52 mil (ADA) em comparação com US$ 22 milhões (ETH). Significativo. Algo a se observar”, destacou Arnold.

Leia também: Argentina e Brasil lideram uso de DeFi na América Latina, revela relatório

Leia também: Taxa de saque em real na Binance vai aumentar em setembro; veja comparativo

Leia também: Stablecoins são a porta de entrada da Visa para as criptomoedas, diz VP da empresa no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.