Sobrinho de Bolsonaro quer Bitcoins para financiar ato de 7 de setembro pró-Bolsonaro

Temendo bloqueios judiciais, o sobrinho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Léo Índio, está tentando arrecadar Bitcoins para financiar o ato de 7 de setembro pró-Bolsonaro.

Nas redes sociais, Leonardo Rodrigues de Jesus vem divulgando o endereço de uma carteira de BTC para levantar dinheiro para as manifestações.

De acordo com uma reportagem do UOL, entre os dias 15 e 30 de agosto, ele divulgou 11 vezes a chave Pix do motorista de aplicativo Rafael Moreno. Ele é apoiador de Bolsonaro e defensor da monarquia no Brasil.

Contudo, alegando que o Supremo bloqueou os Pix, em 23 de agosto, Índio passou a divulgar a aceitação de Bitcoin:

“O supremo togado, cabeça de ovo, está mandando bloquear os PIXs que arrecadam para o dia 7 de setembro [sic]! Por enquanto a chave PIX [email protected] está funcionando. Mas caso tenha problemas, criamos essa nova forma de contribuição! Envie um PIX com qualquer valor para [email protected] ou envie Bitcoins! Mais importante que contribuir financeiramente é ter sua presença e divulgação do 7 de setembro!”, disse ele no Instagram.

Ao UOL, Índio disse que apenas divulga os sistemas de arrecadação, mas não cuida propriamente da arrecadação. Conforme destacou, o método de pagamento em bancos e via Bitcoins são de responsabilidade de Moreno.

Até o momento da publicação desta matéria, o endereço compartilhado por Índio não havia recebido nenhuma contribuição em Bitcoin.

Vaquinha de Bitcoin não recebeu nenhuma contribuição

STF bloqueou chave Pix em razão de ato antidemocrático

Vale destacar que, em 20 de agosto, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, bloqueou, a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), uma chave Pix que estaria sendo usada para receber doações.

As alegações são de que o ato pró-Bolsonaro tem cunho antidemocrático e prega a invasão do STF e do Senado. 

O caminhoneiro Marcos Gomes, conhecido como Zé Trovão, um dos articuladores do movimento, disse na segunda-feira (30), que “a pauta principal” do protesto é retirar os 11 ministros do STF.

“Todos estão em busca do mesmo ideal: impeachment dos 11 ministros”, afirmou num canal de Telegram.

Já Leo Índio disse ao UOL que, diferentemente de Gomes, não defende o ataque aos integrantes da Corte.

“Eu apoio a harmonia entre os Poderes”, afirmou ele.

Leia também: Brasileiro “milionário em Dogecoin” revela em qual criptomoeda está investindo pesado

Leia também: Movimento que levou o Bitcoin a sua máxima histórica está acontecendo novamente, diz analista

Leia também: R$ 883 milhões em Bitcoins da suposta pirâmide Indeal serão vendidos para reembolsar cliente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.