R$ 4.500 em Bitcoin: enigma de famoso livro brasileiro sobre Bitcoin é solucionado

O romance Satoshi, escrito pelo brasileiro Rafael Boskovic, é um dos mais aclamados livros escrito sobre Bitcoin (BTC) no Brasil. A obra também apresentou um enigma instigante cuja solução levava à chave de uma carteira contendo 0,02338884 BTC (cerca de R$ 4.500 em valores atuais).

Criado pelo próprio Boskovic, o enigma foi finalmente solucionado no último final de semana, em 9 de abril. Como resultado, uma equipe de quatro pessoas conseguiu abrir a carteira e levar o prêmio para casa.

A equipe era composta pelos membros Otto, Arab, Vilela e Narcelio Filho, que se juntaram para encontrar as seis palavras que resolviam o código. Os quatro falaram ao CriptoFácil, bem como o próprio Boskovic, e explicaram como foi o processo do início ao fim.

Enigma no livro

De acordo com Boskovic, a ideia do enigma surgiu dez meses após o lançamento do livro, que ocorreu em 2020. A obra, que conta uma história de investigação com o BTC como pano de fundo, é cheia de referências ao universo do BTC. Nesse sentido, Boskovic utilizou essas referências para criar o enigma.

O autor explica que a carteira possui uma senha com doze palavras – seis nomes e seis sobrenomes. Cada uma delas com referências a nomes de pessoas reais que são citados no livro. Quem encontrasse as seis palavras e as colocasse na carteira, na ordem exata, teria acesso aos satoshis.

A princípio, o próprio Boskovic colocou alguns satoshis iniciais no endereço, que pode ser visto na blockchain. Contudo, outras pessoas também começaram a doar, inclusive três grandes patrocinadores. Estes foram responsáveis por 77% do valor do prêmio.

“Demorou quase um ano para solucionar o enigma, e muita gente achou que não havia solução. O fato do Narcelio e o pessoal terem resolvido mostra que apesar da dificuldade, o enigma tinha solução. Ele também gerou uma mídia espontânea muito boa para o livro”, disse Boskovic.

Os primeiros obstáculos

Como parte dessa mídia espontânea, diversas pessoas começaram a se interessar em resolver o enigma e ganhar acesso ao prêmio. Uma dessas pessoas foi Vilela, que já estava trabalhando na busca pelas palavras. Mas o problema dele foi saber como ordená-las.

“Eu já tinha encontrado muito mais do que 6 nomes, mas nenhuma combinação entre eles era a solução. Não havia como verificar se um nome fazia ou não parte da solução, e por isso eu não tinha nenhuma noção do meu progresso”, disse.

No caso de Arab, a dificuldade foi igualmente semelhante, já que ele também encontrou mais palavras dentro da obra. Mas o processo de filtragem dessas palavras se mostrou bastante trabalhoso.

Até o momento, no entanto, os quatro estavam trabalhando de forma separada, cada um com seu método. No caso de Otto, ele chegou a criar um programa de computador para tentar encontrar as palavras por conta própria.

“Depois que soube que o livro tinha um enigma, fiquei interessado e resolvi tentar sozinho. Escrevi um programa para testar as soluções rapidamente no meu computador, fui lendo e anotando os nomes que achava relevantes”, disse Otto.

Futuramente, o programa se mostrou fundamental para encontrar a solução correta. De fato, ele chegou a executar algumas dezenas de milhões de testes. Mas dada a dificuldade de gerar uma solução, os quatro deixaram o enigma de lado por algum tempo.

A solução

Depois de algum tempo, o quarteto voltou a se unir por meio do The Bitcoin Discord, grupo que reúne amplas discussões sobre BTC naquela rede social. Foi então que, agora unidos e com quatro cabeças pensantes, o grupo voltou a trabalhar na solução.

Naquela ocasião, o prêmio já havia chegado até os 0,02338884 BTC, o que representou um grande incentivo. Além disso, o lançamento de uma nova edição do livro trouxe uma nova pista crucial na solução do enigma.

“O enigma foi bastante difícil, pois as regras eram poucas e isso ampliava muito as possibilidades. Mesmo com os novos nomes e conversas, não resolvemos. Até que o autor do livro lançou uma edição que continha uma pista para um nome que ninguém havia achado ainda. Descobrimos que a pista era uma nota dizendo “Leia também” e a trilogia escrita pelo mesmo autor. Num dos livros dela, vimos que uns personagens falavam em código e, usando um raciocínio parecido no Satoshi, Vilela achou o nome”, disseram Arab e Vilela.

No entanto, o grupo tinha achado 11 das palavras do enigma, ou seja, faltava mais um para solucionar tudo. Com isso, Otto afirma que a dificuldade os fez cogitar chamar outras pessoas para ajudar, mas foi aí que entrou Narcélio.

De acordo com Arab, seu desejo de participar do enigma foi justamente após assistir uma live do Narcelio e ouvir falar dos enigmas que ele outrora solucionou. O programador, conhecido e bastante respeitado pela comunidade, foi convidado por Arab logo no início para solucionar o enigma.

Com os cinco nomes em mãos, a busca pela combinação correta no programa tornou-se mais fácil. Após diversas tentativas, contudo, não havia nenhuma solução. Foi então que Narcelio, que havia lido o livro pela primeira vez em março, encontrou uma nova luz.

“Eu juntei alguns nomes e fiz alguns testes, mas foi só ontem (sexta-feira, 08/04), relendo o livro pela milésima vez, que eu encontrei um pequeno detalhe e pensei: ‘deve ter alguma coisa aí’. E foi esse detalhe que me levou ao último nome”, explicou Narcelio.

Sobre o enigma

Com a solução encontrada, o prêmio foi igualmente dividido entre os quatro membros da equipe. De maneira geral, todos elogiaram tanto o enigma quanto a obra em si. Até mesmo Arab, que declarou gostar mais de outros gêneros, elogiou o enredo de Satoshi.

“Eu gosto mais de história do que de literatura, mas gostei bastante do livro, principalmente da mistura entre os dois estilos. Ficou muito bom e ajuda a divulgar o Bitcoin”, disse.

Otto destacou o desafio, que classificou como original, e disse que foi o que lhe instigou a ler a obra. Por outro lado, Vilela – que leu a obra antes do enigma ser lançado – chamou Satoshi de “uma alua sobre BTC”.

“O Rafael construiu um cavalo de Tróia (ao estilo Ayn Rand): O leitor acha que está apenas lendo um ótimo suspense mas na verdade está tendo uma aula sobre Bitcoin e libertarianismo”, finaliza.

Leia também: Axie Infinity Origin: Tudo sobre o lançamento do beta

Leia também: THORSwap abrirá beta da V2: o que vem por aí?

Leia também: Analista aponta previsão de preços da Solana depois de integração com o OpenSea

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.