Prefiro ter dólares do que ouro ou Bitcoin, disse vice-presidente do conselho da BlackRock

O vice-presidente do conselho da BlackRock, Philipp Hildebrand, afirmou que prefere dólar do que ouro ou Bitcoin (BTC). A fala ocorreu durante um evento online realizado pela London Bullion Market Association.

Durante o evento, Hildebrand foi questionado se preferia receber US$ 10 mil em dinheiro, ouro ou BTC. Em sua resposta, o executivo afirmou que preferia dólares, mas não explicou o porquê de sua escolha.

Hildebrand não foi o único executivo da BlackRock a falar sobre o ouro. Russ Koesterc, especialista de fundos da gestora, afirmou ter vendido todos os seus investimentos no metal. Segundo o gestor, as taxas de juro real tenderão a se normalizar à medida que a economia global se recupera da pandemia.

Inflação continuará alta, mas sem sair de controle

A tese de investimento de ativos de proteção, sobretudo o ouro, depende de vários fatores. Os principais são o comportamento da taxa de inflação e o tempo que o banco central dos Estados Unidos (Fed) deve levar para reduzir os estímulos.

Por causa da impressão de dinheiro, os índices de inflação aumentaram em 2021. Atualmente, a inflação dos EUA está acima de 5% no acumulado de 12 meses. Hildebrand, porém, acredita que essa taxa poderá cair para algo em torno de 3% e permanecer ali por “algum tempo”.

Contudo, o executivo não acredita que o Fed perderá o controle e a inflação possa disparar de preço. Afinal, o Consumer Price Index (CPI) registrou queda de julho para agosto. Logo, a carestia de preços deve ficar sob controle.

“Nós não vamos ter 5%, 6%, 7% de inflação, mas estou convencido de que a inflação vai perdurar mais. Estamos em um regime de inflação mais alto do que o registrado na última década”, disse Hldebrand.

Os programas globais para enfrentar as mudanças climáticas devem contribuir para a inflação maior devido aos custos da produção verde, acrescentou. Ainda assim, ele acredita que o Fed não aumentará as taxas de juros até 2023, no mínimo, enquanto o Banco Central Europeu (BCE) deve reduzir os estímulos apenas a partir de 2024.

Em suma, a continuidade dos programas de liquidez deve seguir influenciando o preço dos ativos. No momento da escrita deste texto, um BTC vale US$ 42.653, ou cerca de 25 vezes o custo de uma onça de ouro.

Leia também: Cerca de 25% da população de El Salvador utiliza Bitcoin, afirma presidente

Leia também: Curso de criptoativos da QR Asset com a B3 tem inscrições prorrogadas

Leia também: Depois da queda de mais de 10%, analista aponta para onde vão Bitcoin, Ethereum e XRP

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.