Organizaçãoo criado por brasileiros se destaca entre os maiores contribuintes do Bitcoin Core

O Vinteum, organização brasileira que financia colaboradores para o Bitcoin Core, ganhou destaque em um relatório divulgado pela exchange BitMEX. Intitulado Who Funds Bitcoin Core? (Quem financia o Bitcoin Core), o relatório traz o Vinteum como o sexto que mais realiza commits no código do BTC.

Esse resultado coloca o Vinteum à frente de grandes empresas do mercado, como as exchanges OKCoin e Coinbase. Além disso, o Vinteum está à frente até mesmo da Trezor, uma das maiores fabricantes de carteiras de hardware do mundo.

Fundado pelos brasileiros Lucas Ferreira, da Lightning Labs, e André Neves, cofundador da carteira Lightning ZBD, o Vinteum vai treinar e financiar desenvolvedores open source para formar uma nova geração de técnicos e capazes de contribuir para a evolução do BTC e da Lightning Network. 

Projetos e organizações que mais contribuíram para o Bitcoin Core. Fonte: BitMEX.

Projetos e organizações que mais contribuíram para o Bitcoin Core. Fonte: BitMEX.

O levantamento da BitMEX leva em conta organizações que contribuíram com pelo menos 10 commits no código do Bitcoin Core armazenado no GitHub. Nesse sentido, o destaque vai para os desenvolvedores independentes, que deram a segunda maior contribuição ao código.

Evoluindo o ecossistema BTC e Lightning

Com DNA 100% brasileiro, o Vinteum possui recursos que apoiar o trabalho de desenvolvedores que queiram contribuir para o Bitcoin Core. Afinal de contas, o Bitcoin Core em si não remunera os desenvolvedores, e a grande maioria deles realiza quase que um trabalho voluntário.

Para superar esta lacuna, diversas empresas e fundos entregam financiamento para apoiar os desenvolvedores e manter essas mentes no BTC. Em suma, empresas como Trezor, Coinbase, OKCoin e outras possuem iniciativas nesse sentido. E o Vinteum surgiu para fazer esse trabalho no Brasil.

De acordo com André Neves, que conversou com o CriptoFácil sobre o relatório da BitMEX, o Vinteum pretende ajudar a fomentar e manter a descentralização do BTC. Atualmente, a organização é a apoiadora oficial de Bruno Garcia, um dos principais desenvolvedores do Bitcoin Core vindos do Brasil.

Em 2021, Garcia ficou conhecido por resolver um erro na atualização Taproot do BTC. Como resultado, Garcia teve seu nome marcado na lista oficial de versão 0.21.1 do Bitcoin Core. Agora, o desenvolvedor é o Diretor de Educação do Vinteum e o primeiro brasileiro a receber apoio financeiro da organização.

“Agora somos o official backer do Bruno Garcia que eh o único Bitcoin core dev desse nível vindo do Brasil. Bruno eh o nosso Diretor de Educação e nosso primeiro apoiado. Ele eh muito bom e trabalha de maneira integral somente para fazer o Bitcoin Core melhor”, disse Neves.

Crescimento e planos futuros

O lançamento do Vinteum ocorreu em agosto desse ano, mas a organização logo cresceu e agora possui cerca de 16 membros, conforme afirmou Neves. Parte da equipe estará presente na conferência Satsconf, a primeira conferência com foco apenas no BTC, que ocorrerá em São Paulo no dia 08 de novembro. Lucas Ferreira, um dos criadores do Vinteum, também organiza o evento.

Qualquer pessoa que tenha interesse em se tornar desenvolvedor e trabalhar na evolução do código do BTC pode se candidatar a receber apoio do Vinteum. Mas quem não atua nessa área também pode ajudar por meio de doações em BTC através da página da organização.

“Começamos pelo Brasil onde temos domínio e presença e vamos expandir para a LATAM inteira de pouco a pouco. Não estamos pegando “projetos específicos”, mas olhamos a pessoa em si e como ela pode contribuir para o Bitcoin Core. No futuro queremos ter mais developers desse jeito também. Sentimos muito orgulho do Bruno e do time Vinteum por já estarmos tão impactantes no ecossistema”, finaliza Neves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.