Omniverse é a chave para a “infraestrutura do metauniverso”, diz o fundador da Nvidia, Huang Renxun

Em 17 de novembro, a gigante de chips Nvidia divulgou seu relatório financeiro referente ao terceiro trimestre de 2021, encerrado em 31 de outubro.

No período, a receita total da empresa foi de US$ 7,1 bilhões, um aumento de 9% em relação ao trimestre anterior. Já o lucro líquido foi de US$ 2,46 bilhões, um aumento de US$ 1,336 bilhão com relação ao mesmo período do ano anterior.

Além disso, a Nvidia também anunciou algumas medidas relacionadas ao metaverso. Isso inclui o conjunto de plataformas de universo em nuvem Omniverse, que é considerado “Meta Universe Infrastructure”.

Este produto de plataforma foi colocado online em beta público em dezembro do ano passado. Agora, está sendo lançado oficialmente.

Na prática, ele pode ser usado para criar avatares digitais, imagens de mundo virtual, etc. Ainda, inclui interação de linguagem natural, deep learning, inteligência artificial e outras tecnologias diversificadas.

“O Omniverse nos permite criar essas incríveis simulações digitais do mundo. No Omniverse, tudo é feito em tempo real. É um milagre incrível. Quando você solta uma bola, ela cai no chão e quica, seja uma bola de metal ou de borracha, por causa do motor de física, apresentará a situação mais realista”, destacou o CEO da Nvidia, Huang Renxun.

Metaverso

Renxun destacou ainda que o Omniverse da empresa permite simulações digitais do mundo, como se fosse uma Matrix.

De acordo com ele, um software é a forma como olhamos o mundo, a estratégia que executamos e a cultura que vai moldar as interações humanas.

“É aqui que reside o significado profundo. A ciência da computação está mudando os algoritmos, e agora os algoritmos estão mudando a ciência da computação.”

Ainda segundo ele, a própria Terra não é a única forma que nos vemos. Pelo contrário, ela tem milhões de formas existentes e milhões de universos alternativos.

“Os humanos construirão alguns, mas a IA construirá mais. Alguns dos mundos do Omniverse se tornarão modelos de nosso próprio mundo, ou seja, gêmeos digitais. Algumas pessoas não serão modelos como o nosso. Todos esses mundos serão suportados e processados ​​por um sistema de computação de IA”, disse.

O primeiro software de metaverso dedicado ao mundo Omniverse que a Nvidia construirá é o Earth-2 (Earth-2), que será um supercomputador cujo objetivo principal é simular o clima.

“Você pode imaginar que vários motores Omniverse estão simulando vários universos alternativos. E é por isso que é tão interessante e excitante”, afirmou.

Leia também: Coinbase adquire carteira BRD e token dispara 700%

Leia também: Adidas anuncia parceria ‘misteriosa’ com a Coinbase

Leia também: Exchange de criptomoedas vai patrocinar Copa Libertadores e lançar NFTs da competição

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.