Norton lança plataforma para mineração de Ethereum

A empresa de segurança digital Norton lançou a Norton Crypto, uma plataforma de mineração e uma carteira digital focada em Ethereum (ETH), conforme anúncio divulgado na quarta-feira (2).

O novo serviço será integrado à plataforma Norton 360, que fornece serviços de antivírus, armazenamento em nuvem e proteção por meio de VPN.

Com o lançamento, a Norton torna-se a primeira empresa de segurança a lançar um serviço focado na mineração de criptomoedas. O famoso antivírus foi criado em 1991 pela Symantec e é utilizado por cerca de 61% dos norte-americanos.

A liberação do acesso ao Norton Crypto ocorrerá nesta quinta-feira (3), inicialmente apenas para clientes selecionados. O serviço deve estar disponível a todos os assinantes do Norton 360 nas próximas semanas.

Mineração de ETH

Com a nova plataforma, a Norton busca levar sua expertise na área de segurança digital para a mineração. O CEO da empresa, Vincent Pilette, comentou sobre as expectativas com o Norton Crypto.

“À medida que as criptomoedas continuam a se tornar uma parte mais importante da vida de nossos clientes, queremos capacitá-los para minerar criptomoedas com a Norton, uma marca em que confiam”, disse.

O Norton Crypto oferece uma maneira segura e confiável para mineração de ETH. Seu objetivo é impedir que os usuários precisem recorrer a aplicativos externos e correr riscos.

Um dos riscos apontados pela empresa é a desabilitação da segurança dos computadores. A medida faz o dispositivo ficar mais vulnerável a ataques, como vírus e ransomwares.

Outro risco são os malwares que mineram criptomoedas à revelia do usuário. Extremamente popular nos últimos anos, os ataques com malwares tiveram crescimento de 200% em 2019.

Integração com carteira

A carteira do Norton Crypto, por sua vez, realiza a integração completa entre os serviços. Os ETH minerados com o Norton Crypto podem ser direcionados para a carteira, sem depender de outros intermediários.

Todavia, a Norton afirmou que a carteira é armazenada na nuvem. Embora pareça algo seguro, esse armazenamento pode criar um novo vetor de ataques.

A empresa não forneceu detalhes a respeito da segurança que será implementada na carteira, tampouco se pretende expandir o serviço de mineração para outras criptomoedas.

Em uma entrevista à CNN, a Norton afirmou que está avaliando o mercado. “Vamos nos concentrar nas criptomoedas que permitam aos nossos usuários obtenham a maior recompensa por sua capacidade de computação”, disse a empresa.

Pela declaração, a empresa pode adicionar criptomoedas que possam ser mineradas com mais facilidade em um computador caseiro.

Leia também: Nada de Bitcoin ou Dogecoin: trader diz que Cardano vai bombar

Leia também: CEO da Binance vendeu até a casa para comprar Bitcoin em 2014

Leia também: BSC surgiu para fazer o que Ethereum não faz, alfineta CZ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.