JPMorgan compra 40% de fintech brasileira envolvida com criptomoedas

O gigante bancário JPMorgan Chase & Co. chegou a um acordo para comprar 40% do C6 Bank que, desde maio deste ano, oferece investimentos em criptomoedas. O objetivo do banco com a aquisição é ingressar no mercado de varejo no Brasil.

Conforme noticiou a Bloomberg nesta segunda-feira (28), o negócio ainda está sujeito à aprovação regulatória. Por conta disso, os termos financeiros e o valor do negócio ainda não foram divulgados.

Contudo, uma fonte com conhecimento de caso afirmou que o montante seria superior aos R$ 11,3 bilhões captados pela fintech em dezembro de 2020.

Futuramente, o JPMorgan ainda terá a opção de adquirir 100% do banco digital, dependendo de como o negócio evoluir.

JPMorgan entrará no varejo brasileiro

Fundado em 2019 pelo ex-sócio do BTG Pactual, Marcelo Kalim, o C6 Bank possui 7 milhões de clientes. Em maio, o banco digital anunciou que disponibilizaria investimentos em criptomoedas para os clientes.

As aplicações ocorrem por meio de dois fundos de investimento da gestora Hashdex que, recentemente, lançou o primeiro ETF de criptomoedas do Brasil.

Além disso, o C6 planejava fazer uma oferta pública de ações ainda em 2021, mas parece que os planos mudaram.

Com a aquisição, o JPMorgan dá mais um passo em sua estratégia de expansão de varejo internacional anunciada em janeiro. 

Ainda segundo a Bloomberg, o negócio deve dar saída a 40 investidores privados. Trata-se de famílias e grandes investidores que adquiriram títulos híbridos de capital e dívida da controladora do C6, Carbon Holding.

De acordo com o CEO de varejo do JPMorgan, Sanoke Viswanathan, a estratégia do C6 impulsionou o negócio:

“Com uma plataforma impressionante de produtos e serviços, eles estão bem posicionados para manter a trajetória de crescimento e construir uma grande franquia. Vamos apoiar a aceleração do crescimento do banco em sua ambição de se tornar um líder em serviços financeiros no Brasil.”

Já o CEO Marcelo Kalim destacou que a parceria estratégica permitirá ao C6 ganhar ainda mais escala. Dessa forma, o a fintech poderá continuar oferecendo aos brasileiros os melhores produtos financeiros.

Brasil é um dos maiores mercados de banco de varejo

O JPMorgan Chase está no Brasil há quase 60 anos. Atualmente, o banco oferece serviços de banco corporativo e de investimento, mercados, pagamentos de atacado etc. 

Em julho de 2020, o JPMorgan comprou uma participação minoritária em outra fintech brasileira, a FitBank Pagamentos Eletronicos SA.

Esses negócios enfatizam a importância do Brasil como um dos maiores mercados de banco de varejo do mundo. Prova disso é que outros grandes investidores também têm buscado oportunidades no país.

Conforme noticiou o CriptoFácil, no início deste mês, a Berkshire Hathaway Inc. comprou uma participação de US$ 500 milhões no Nubank, avaliando o banco brasileiro em US$ 30 bilhões, valor que ultrapassa os R$ 150 bilhões.

Leia também: Cingapura e FMI dão dinheiro para quem ajudar a criar sua CBDC 

Leia também: Confira as 5 melhores ações para comprar nesta semana 

Leia também: Como identificar os suportes e a tendência do Bitcoin?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.