Itaú se rende ao Bitcoin e vai distribuir com exclusividade fundo de criptomoedas

O banco Itaú, outrora um grande crítico das criptomoedas, agora vai distribuir com exclusividade um fundo de investimento em criptoativos da Hashdex.

O banco, que já declarou inúmeras vezes que as criptomoedas eram usadas para lavagem de dinheiro, agora declara que as criptomoedas são um importante veículo de investimento e que os clientes do Itaú devem ter acesso a elas.

De acordo com um anúncio compartilhado com o CriptoFácil, o fundo que será distribuído pelo Itaú com exclusividade é o Hashdex Crypto Selection FIC FIM, que será uma cesta de ativos composta por diferentes ETFs da Hashdex.

O fundo aloca 35% no ETF HASH11 um ETF de criptoativos; 20% no ETF BITH11 um produto 100% Bitcoin; 18% no ETF WEB311 que aposta na infraestrutura (smart contracts) da internet do futuro; 16% no DEFI11, que investe em finanças descentralizadas; e, por fim, 11% no ETF ETHE11, que aporta 100% dos recursos em Ethereum.

“Esse anúncio demonstra que estamos atentos às principais tendências do mercado e em promover a sofisticação da carteira de investimentos dos nossos clientes. Já oferecíamos em nossa prateleira produtos que acessam as áreas de criptoativos e blockchain. Assim, a possibilidade dessa parceria para disponibilizar o fundo Hashdex Crypto Selection vem complementar a oferta”, afirmou Claudio Sanches, diretor de produtos de investimento e previdência do Itaú Unibanco.

Itaú se rende as criptomoedas

O banco Itaú terá exclusividade na oferta pelos primeiros três meses. Aberto para todos os investidores com aplicação mínima de R$1,00, o fundo buscará retornos superiores ao índice NCI (Nasdaq Crypto Index).

De acordo com Marcelo Sampaio, CEO da Hashdex, o investidor poderá se expor um portfólio de criptoativos mais amplo que o do NCI:

“[O portfólio será] balanceado estrategicamente para buscar retornos superiores ao índice no longo prazo”, comentou.

Conforme destacou a empresa, a taxa de administração do novo fundo será de 2% ao ano. Além disso, a taxa de performance será de 20% do que exceder o índice NCI, em reais. O prazo de resgate é de D+21 para cotização e D+1 para liquidação.

Leia também: 5 fatos que podem impactar o preço do Bitcoin nesta semana

Leia também: Binance vira sócia de empresa no Brasil e agora terá que reportar operações de usuários

Leia também: Protocolo Yearn Finance defende utilização de novo padrão para tokens no Ethereum

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.