Irã proíbe mineração de criptomoedas para evitar apagão no país

O Irã baniu a mineração de criptomoedas por quatro meses visando evitar a queda de energia durante o verão. Segundo a Bloomberg, o presidente Hassan Rouhani anunciou na TV estatal nesta quarta-feira (26) que a medida valerá até o dia 22 de setembro.

O chefe de estado também revelou que aproximadamente 85% da atividade de mineração no país não é licenciada.

Demanda por eletricidade no verão

Após o aumento do consumo de energia ter contribuído com apagões no país, o Irã decidiu proibir a atividade de mineração imediatamente.

Com a medida em vigor, o governo estima garantir a demanda por eletricidade à população durante os meses mais quentes do ano.

Recentemente, um relatório da Elliptic revelou que cerca de 4,5% da mineração de Bitcoin é proveniente do Irã. O baixo custo da energia elétrica no país atraiu mineradores nos últimos meses.

Dentro deste cenário, autoridades locais responsabilizam a atividade de mineração por danos causados durante os picos de luz às empresas locais e à comunidade.

Sanções

Segundo a Elliptic, o Irã levanta mais de US$ 1 bilhão por ano com a mineração de Bitcoin no país. O estudo revela que a mineração dribla os embargos econômicos impostos pelos Estados Unidos ao país.

No entanto, o governo iraniano negocia atualmente com os EUA e com outras grandes potências a possibilidade de reviver o acordo nuclear de 2015.

Caso acordado, as restrições econômicas seriam afrouxadas e o país voltaria a negociar com empresas estrangeiras.

Mercado ilícito

Especula-se que a medida possa levar a minoria dos mineradores licenciados ao mercado ilícito. Para controlar as atividades ilegais, o governo iraniano supostamente alista espiões para localizar pools de mineração, inclusive em mesquitas.

Além disso, ainda que temporariamente, o Irã se une à China na proibição de tais atividades. Contudo, o mercado de criptomoedas aparentemente não foi impactado com a suspensão.

No momento de escrita desta matéria, todas as dez principais criptomoedas em valor de mercado exibem crescimento.

Nessa perspectiva, é possível que o comportamento do investidor de criptoativos esteja sofrendo mudanças após os últimos acontecimentos.

Atualmente, o Bitcoin é negociado a R$ 208.297,11, registrando um crescimento de 4,99% nas últimas 24 horas.

Leia também: 3 tokens para comprar agora e lucrar em junho, segundo veterano

Leia também: Volatilidade do Bitcoin afeta desempenho do S&P 500 nos EUA, diz estudo

Leia também: Maioria dos investidores de Bitcoin ainda estão no lucro, indicam dados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.