Inflação dos EUA veio acima do esperado e mercado de criptomoedas entra em queda

O índice de inflação dos Estados Unidos referentes a setembro saiu na manhã desta quinta-feira (13). De acordo com os dados, a inflação acumulada de 12 meses alcançou 8,2%. O valor é menor que os 8,3% registrados em agosto, mas superou a expectativa do mercado, que previa o CPI a 8,1%.

Depois que os dados do CPI foram divulgados, os EUA os futuros de índices de ações despencaram. E o mesmo aconteceu com as criptomoedas. O Bitcoin (BTC), por exemplo, cai 3% no momento da escrita deste texto e se aproxima da mínima do ano. Já o Ether (ETH) opera em forte queda de 5,9%.

No mercado tradicional, os futuros dos principais índices de ações caem antes da abertura do mercado. O Dow Jones registra queda de 0,7%, enquanto os futuros da Nasdaq caem mais de 2%. Por fim, os futuros do S&P 500 caíram mais de 1%.

De acordo com a FTX, o Bitcoin caiu para US$ 18.101, ou R$ 98.746 em valores atuais. Como resultado, o preço da criptomoeda atingiu sua nova mínima desde 22 de setembro.

Queda do BTC após divulgação de dados da inflação. Fonte: FTX.

Queda do BTC após divulgação de dados da inflação. Fonte: FTX.

Inflação maior causa volatilidade

Talvez um pouco esperado, a volatilidade voltou ao mercado de criptomoedas, embora orientada por eventos externos. O CPI é usado para medir a mudança média ao longo do tempo nos preços que o consumidor urbano paga por uma cesta de mercado de bens e serviços.

Nesse sentido, o CPI é a medida oficial de inflação dos Estados Unidos. E os novos dados mostram que a inflação não dá sinais de desacelerar. O Core CPI, por exemplo, que exclui alimentação e energia, atingiu 6,6% em 12 meses, mais do que os 6,3% de agosto e acima da projeção de 6,5%. De fato, os dados do CPI superaram todas as projeções dos maiores bancos:

  • CREDIT SUISSE 8%;
  • BARCLAYS 8%;
  • SCOTIABANK 8.1%;
  • NOMURA 8.1%;
  • BANK OF AMERICA 8.1%;
  • GOLDMAN SACHS 8.1%;
  • GURGAVIN CAPITAL 8.1%;
  • JP MORGAN 8.1%;
  • MORGAN STANLEY 8.1%.

Como é quase sempre o caso, o mercado de criptomoedas reagiu imediatamente, e o preço do BTC inicialmente subiu e depois caiu para US$ 18.200, onde estava sendo negociado no momento em que este artigo foi escrito.

A volatilidade diz respeito ao impacto que o CPI pode ter no aumento da taxa de juros nos EUA. Conforme os preços seguem em alta, o Federal Reserve (Fed) provavelmente continuará seu ciclo de aumento de juros para conter a inflação.

Esse ciclo tende a beneficiar a renda fixa estadunidense e prejudicar ativos de risco, como ações de tecnologia e criptomoedas. Não foi à toa que os futuros da Nasdaq, que é a bolsa de tecnologia dos EUA, e as criptomoedas registraram as maiores perdas do dia até o momento da escrita deste texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.