Indicador pode fazer Ethereum cair e não romper importante resistência

Durante o final de semana, a Ethereum (ETH) consolidou ainda mais sua recuperação, superando a resistência dos US$ 1.730. Além disso, o preço da criptomoeda chegou aos US$ 1.800, ou cerca de R$ 9.000 em valores atuais.

Dessa forma, a criptomoeda se prepara para desafiar mais uma resistência, desta vez na região dos US$ 1.900. Contudo, um indicador aponta que a força compradora está tomando novamente o controle do mercado. Se isso acontecer, a ETH pode se desvalorizar novamente e voltar ao nível dos US$ 1.730.

Movimento de alta da Ethereum perde força

De acordo com as análises, o indicador que mostra essa potencial divergência é o índice de força relativa (RSI, na sigla em inglês). Este indicador avalia a força de um determinado movimento, seja de alta, seja de baixa.

No momento da escrita deste texto, o RSI ainda mostra força compradora. Porém, os vendedores estão tirando o controle dos compradores, o que pode incentivar a quebra de suporte. Se isso acontecer, a ETH pode cair de volta para os US$ 1.730 e, em último caso, atingir o principal suporte (US$ 1600).

Fonte: TradingView.

Fonte: TradingView

Durante a última onda de desvalorização, a ETH chegou a cair mais de 40%, mas o suporte psicológico de US$ 1.000 amorteceu a queda. Com isso, a criptomoeda atingiu o fundo de um padrão de queda. Em seguida, a criptomoeda se valorizou 67,8% em um mês, até chegar na zona de US$ 1.730.

A ETH teve dois testes importantes de valorização até agora. O primeiro foi romper a resistência de US$ 1.600, enquanto o segundo rompeu a região dos US$ 1.730. Agora, valendo cerca de US$ 1.800, o preço caminha rumo ao terceiro teste de resistência, que é a região dos US$ 1.900.

Nesse sentido, o novo rali de alta pode resultar numa valorização de 6%, caso a ETH se valorize de US$ 1.800 para US$ 1.900. Se a criptomoeda romper este nível, a próxima resistência será a barreira psicológica dos US$ 2.000.

No entanto, as velas de rejeição observadas nesta resistência no último fim de semana e a presença da média de 100 dias no mesmo nível formam uma barreira formidável. Portanto, os compradores precisam de um forte impulso de alta para superar essa marca de US$ 1.900.

Assim, se os compradores não fizerem isso, uma possível reversão e quebra abaixo da média de 20 dias sinalizaria uma correção significativa no preço da ETH.

Indicadores e níveis de resistência e suporte

A inclinação diária do RSI caiu em relação à última alta do movimento do preço. Assim, essa divergência de baixa indica fraqueza no comprometimento dos compradores e reforça a teoria da correção.

Em termos de médias, o preço do ETH oscilando entre a média de 20 e 100 dias cria uma faixa estreita. Uma fuga de qualquer um desses EMAs dará uma confirmação melhor para os respectivos ralis.

  • Nível de resistência: US$ 1.800 e US$ 1900;
  • Níveis de suporte: US$ 1600 e US$ 1400.

Leia também: Analista indica 3 coleções de NFT para ficar de olho em 2022

Leia também: Meta emite R$ 50 bilhões em títulos para investir em seus produtos no metaverso

Leia também: Bitcoin sobe 4%, Ethereum dispara e mercado de criptomoedas amanhece em alta. BNB, AVAX, SOL, DOT e APE chegam a 13%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.