Hora de trocar criptomoedas por Bitcoin? Veterano explica o que fazer

A queda no mercado de criptomoedas fez a dominância do Bitcoin (BTC) voltar a subir. Para o analista Michaël van de Poppe, é preciso ter cautela nesse momento, aproveitando para garantir lucros em vez de vender desesperadamente.

Em um novo vídeo publicado nesta terça-feira (25), o analista explica que essa ainda não é a hora de trocar altcoins por BTC.

Fique longe do FOMO

Após falar da dominância do BTC, van de Poppe menciona que controlar os pontos de entrada é importante. Nesse sentido, ele diz que a decisão de trocar altcoins por BTC não deve ser tomada após uma queda tão violenta.

De fato, muitas altcoins chegaram a cair até 80% nos últimos dias. Ainda, mesmo com as fortes altas exibidas na segunda-feira (24), o prejuízo ainda é considerável.

Ele também lembra que o BTC tende a ser mais lento ao se recuperar de uma baixa do que as altcoins. Desta forma, investidores que realizarem a troca podem demorar muito mais para desfazer as perdas, ou até mesmo perder a chance de recuperar os prejuízos.

Há ainda o caso dos investidores que decidiram não comprar altcoins. Na visão de van de Poppe, o momento ideal para comprar é justamente quando o mercado parece estar nas mínimas.

“As altcoins não caíram por causa de uma mudança nos fundamentos, mas sim porque o BTC colapsou. E algumas mostraram, nas últimas 24 horas, o que acontece quando o mercado se recupera”, disse o analista.

MATIC e HOLO como exemplos

No final da análise, van de Poppe utilizou duas criptomoedas para ilustrar sua explicação: HOLO e MATIC. Ambas tiveram uma forte recuperação na segunda-feira (24), logo após fortes correções.

Sobre a MATIC, o analista destacou que muitas pessoas preferiram acumular na máxima, quando ela já superava os US$ 2. Em seguida, venderam durante a queda da criptomoeda.

Contudo, o momento de baixa era justamente a hora de acumular, segundo van de Poppe. Os investidores pacientes foram recompensados com lucros de 160% em pouco mais de 24 horas.

Então, o exemplo da MATIC é usado para apontar uma oportunidade de entrada na HOLO. Para van de Poppe, a criptomoeda ainda está num ponto de entrada interessante em US$ 0,01.

Assim, o caso da HOLO exemplifica como um bom ponto de entrada pode dar bons lucros. Caso o padrão do gráfico aconteça, a compra de HOLO agora pode gerar um lucro de até 300% na operação.

A importância do momento de entrada

Entrar em qualquer ativo durante um ciclo de alta é sempre mais arriscado. Isso porque quanto maior for a queda, maior deve ser a valorização para que o investidor, no mínimo, recupere suas perdas.

Afinal, uma queda de 50% não se recupera com uma alta de 50%. A tabela abaixo, embora voltada para ações, pode ser aplicada no mercado de criptomoedas.

Preço

No caso de criptomoedas, cujo valor pode cair acima de 50%, o percentual é ainda maior. Comprar no momento certo, ou adotar estratégias como preço médio, pode aliviar bastante essas perdas.

“Se alguém quer se tornar uma baleia ou um grande holder, terá que mudar sua estratégia. É preciso balancear bem o portfólio e realizar lucros cedo, pois essas quedas fortes irão continuar”, alertou van de Poppe.

Leia também: Especialista brasileiro: real digital não é ameaça ao Bitcoin

Leia também: Analista prevê próximos preços de Cardano, XRP e Dogecoin 

Leia também: Coreia do Sul progride com seu projeto de moeda digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.