Goldman Sachs libera investimentos em Bitcoin para Wall Street

Nos últimos meses, o gigante bancário dos Estados Unidos, Goldman Sachs Inc., passou a dedicar mais atenção ao Bitcoin.

Depois de “repudiar” o Bitcoin como forma de investimento em maio de 2020, a instituição financeira passou a reconsiderar sua posição sobre a criptomoeda.

No início de março, por exemplo, o banco reiniciou sua mesa de negociação de Bitcoin e outras criptomoedas.

No final do mesmo mês, conforme noticiou o CriptoFácil, o Goldman Sachs informou que lançaria seus primeiros veículos de investimento para criptomoedas no segundo trimestre deste ano.

Agora, em meio à forte demanda pelo Bitcoin, a instituição começou a oferecer a seus clientes non-deliverable forwards (Contrato a Termo de Moeda sem Entrega Física, em português). Trata-se de um derivativo que é vinculado ao preço do Bitcoin.

Os derivativos em questão são contratos pagos em dinheiro celebrados entre duas partes. Elas se comprometem a liquidar em determinada data a diferença entre o preço à vista e o preço contratado.

Em outras palavras, os NDFs permitem que os clientes especulem sobre o preço do Bitcoin.

As informações foram publicadas nesta quinta-feira (6), pelo colunista da Bloomberg, Matthew Leising.

Goldman Sachs leva Bitcoin para Wall Street

De acordo com a matéria, os produtos serão protegidos com a ajuda dos futuros de Bitcoins do CME Group.

Além disso, o parceiro comercial do banco no negócio será a empresa especializada em criptoativos Cumberlad DRW:

“A demanda institucional continua a crescer significativamente neste espaço. E poder trabalhar com parceiros como a Cumberland nos ajudará a expandir nossas capacidades”, destacou o chefe de ativos digitais da Goldman Sachs, Max Minton.

O executivo ressaltou ainda que a nova oferta abrirá os caminhos para que o banco possa desenvolver seus recursos em criptomoedas com liquidação em dinheiro.

Sinal verde para as criptomoedas

O Goldman Sachs é um dos mais importantes bancos de Wall Street. O aceno positivo ao Bitcoin por parte da instituição é um importante sinal verde para o mercado de criptomoedas como um todo.

Mas além de oferecer serviços com Bitcoin para seus clientes e investidores, o banco também está investindo no mercado.

Afinal, recentemente, o Goldman Sachs liderou uma rodada de financiamento de US$ 15 milhões na startup de análise de dados de criptomoeda CoinMetrics.

Até agora, o preço do Bitcoin ainda não foi abalado pela notícia. No momento da escrita desta matéria, o BTC está sendo negociado em US$ 55.706. Sendo que nas últimas 24 horas o preço da criptomoeda recuou cerca de 2,5%.

Leia também: Token valoriza 2.000% em 7 dias lançando NFT de conteúdo adulto

Leia também: Veterano alerta: Bitcoin vai cair 80% quando atingir seu próximo topo

Leia também: Mia Khalifa já lucrou 1.139% com Dogecoin esse ano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.