Fundador da Cardano quer construir Twitter descentralizado com Elon Musk

O fundador da Cardano, Charles Hoskinson, propôs a criação de uma nova plataforma de mídia social descentralizada juntamente com Elon Musk, CEO da Tesla.

Hoskinson convidou Musk para trabalhar com ele caso a tentativa audaciosa do bilionário de assumir o Twitter falhe.

Musk ainda não respondeu Hoskinson. Mas já afirmou que se não tiver sucesso em comprar 100% do Twitter venderá sua participação na rede social.

Contudo, caso Musk e Hoskinson fechem uma parceria para o desenvolvimento de uma rede social descentralizada, isso não ocorreria antes de 2035, segundo Douglas Horn, o arquiteto-chefe da blockchain Telos,

As afirmações de Horn são uma crítica às demoras da Cardano em entregar os produtos prometidos em sua blockchain. Ao mesmo tempo, é uma crítica à Musk, acusado de manter suas empresas apenas com marketing, já que todas elas teriam prejuízo bilionários.

Outro usuário do Twitter brincou que a plataforma só seria capaz de enviar 10 mensagens por minuto, aludindo a vários problemas tecnológicos que assolam os aplicativos baseados em Cardano.

Musk e Twitter

Musk fez uma oferta para pagar US$ 41 bilhões para tornar o Twitter privado. Ele alegou que sua oferta visava proteger a liberdade de expressão. Antes disso, ele adquiriu uma participação de 9,2% na empresa.

A ideia de que a pessoa mais rica do mundo, que usou o Twitter para trollar, assediar e intimidar publicamente as pessoas, poderia se tornar o dono da plataforma de mídia social altamente influente causou muita controvérsia.

O cofundador da Dogecoin, Jackson Palmer, por exemplo, criticou Musk por tentar uma aquisição hostil do Twitter.

Além disso, os críticos argumentam que o magnata está longe de ser um messias da liberdade de expressão. Em vez disso, seu verdadeiro motivo é se vingar da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC).

Como parte de seu acordo com o regulador, os tuítes de Musk precisam ser pré-aprovados antes de serem publicados. Ou seja, agora o bilionário estaria tentando se livrar de sua “babá do Twitter”.

Mas a tarefa de Musk pode não ser fácil já que o príncipe saudita Alwaleed bin Talal Al Saud, um importante acionista do Twitter, rejeitou a oferta de Musk. Da mesma forma, o conselho da empresa também não está disposto a aceitar o negócio.

Musk disse que “não tem certeza” se conseguirá ou não assumir o controle do Twitter. Mas afirmou que tem “um plano B”, sem revelar detalhes.

Leia também: Banco Pan sofre vazamento e 64 mil clientes tem dados expostos 

Leia também: Montenegro mira criptomoedas e dá cidadania a Vitalik Buterin do Ethereum

Leia também: Apple critica Meta por comissão de quase 50% em venda de itens digitais em seu metaverso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.