Ethereum, MATIC e Cardano podem cair mais no curto prazo

Após o mercado ser sacudido por mais uma baixa geral com a nova queda do Bitcoin, altcoins como Ethereum, MATIC e Cardano não devem impulsionar a retomada. Em vez disso, essas criptomoedas podem intensificar a baixa.

Nesta terça-feira (8), o BTC se aproximou novamente dos US$ 30.000 com uma queda de 10% em 24 horas. A correção se alastrou para todo o mercado de altcoins que viram seus preços despencarem.

Nesse cenário, analista passaram a monitorar algumas criptomoedas para entender como elas se comportarão no curto prazo. Ou seja, se essas moedas digitais poderiam ou não liderar uma recuperação do mercado.

Contudo, os resultados não são animadores. Ethereum (ETH), Polygon (MATIC) e Cardano (ADA) não estão dando sinais otimistas.

Correlação da ETH com BTC é pessimista

No caso do Ethereum, analistas apontaram que a criptomoeda tem lutado para manter um nível de preço alto, porém sem sucesso.

De acordo com Nick Spanos, fundador do Bitcoin Center NYC, Ether precisaria quebrar sua correlação com o Bitcoin para ter uma tendência independente.

“Embora o Ethereum tenha bons fundamentos e atualizações em andamento, seu crescimento potencial no futuro depende um pouco do desempenho do Bitcoin. Uma ruptura com essa tendência está sendo projetada pelos investidores do Ethereum. No entanto, a tendência atual não indica a probabilidade de isso acontecer no curto a médio prazo”, disse Spanos.

Portanto, como o desempenho da ETH ainda está muito ligado ao do BTC, a tendência para o Ethereum é de baixa.

MATIC e Cardano

Já no caso da MATIC, o preço do criptoativo sofreu um revés assim como todo o mercado de criptomoedas.

O preço do token caiu abaixo do nível de retração de Fibonacci de 50% em US$ 1,588 na segunda-feira (7), depois de ficar oscilando acima dele por um longo tempo. Assim, a tendência é igualmente pessimista para MATIC.

Conforme explicou Akash Girimath, analista da FXStreet, o preço do criptoativo rejeitou alguns níveis chaves. Com consequência, isso pode desencadear uma nova liquidação em massa:

“Com a queda, o preço do MATIC pode romper a barreira de suporte imediato em US$ 1,352, seguido por US$ 1,229 e US$ 1. Em condições extremamente baixas, o criptoativo poderia retestar a faixa de baixa em US$ 0,745.”

Por fim, no caso da Cardano, o analista pontuou que os desenvolvedores responsáveis pelo projeto enviaram várias atualizações importantes para a blockchain, o que melhorou drasticamente sua utilidade.

“No entanto, o que é interessante é que ADA não viu um retrocesso saudável em relação ao seu aumento massivo. Portanto, os investidores devem ser cautelosos com essa criptomoeda, especialmente se um suporte significativo ceder”, disse.

Segundo Girimath, o preço da Cardano parece estar corrigindo depois de não conseguir quebrar seu nível chave.

Além disso, como ADA é negociada acima de dois níveis de suporte estáveis ​​em US$ 1,40 e US$ 0,981, as perspectivas de uma desaceleração se multiplicam.

“Portanto, quebrar US$ 0,981 abrirá as comportas, desencadeando uma redução de 46% para US$ 0,525. Ou então, uma correção de 57% para US$ 0,414”, finalizou.

Leia também: Número de mulheres investindo em criptomoedas cresce em 2021 

Leia também: Mineradores despejam 5 mil Bitcoins no mercado em uma semana  

Leia também: Ethereum, Cardano e Polkadot podem valorizar até 2.000% este ano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.