ETH e ADA podem superar Bitcoin no longo prazo, diz Augusto Backes

Ethereum (ETH) e Cardano (ADA) estão em bons momentos do mercado. E ambas podem vir a ser grandes desafios para o Bitcoin (BTC) no longo prazo, segundo o trader Augusto Backes.

Durante uma transmissão realizada nesta terça-feira (25), Backes falou sobre as três criptomoedas. Ele também desdenhou da visão de que a China e Elon Musk foram responsáveis pela queda recente do mercado.

Sobre ETH e ADA

Em termos de gráfico, Backes disse que a ADA apresenta uma correlação com o BTC no curtíssimo prazo. Caso a maior criptomoeda em valor de mercado retome a alta, a ADA pode seguir esse caminho.

“Cardano a US$ 1,53 está barata. Uma semana atrás estava a US$ 2,50. Ela está numa fase de lateralização. No gráfico semanal, permanece em tendência forte de alta. Isso, claro, dependendo absolutamente do BTC”, explicou.

Porém, se o BTC cair abaixo do nível atual e chegar ao próximo suporte em US$ 23 mil, a ADA poderia sofrer também. Uma nova queda pode levar o preço até os US$ 0,50.

Nesse caso, seria aberto o que Backes classifica como um dos melhores pontos de compra na histórica da criptomoeda.

No caso da ETH, a grande expectativa é em relação ao lançamento do Ethereum 2.0. Contudo, a demora no lançamento do projeto pode ser um problema.

O prazo inicial para implementação total é até metade de 2022, e isso pode dar à Cardano parte da fatia de mercado do Ethereum.

A concorrência entre as duas criptomoedas pode respingar no BTC, especialmente no longo prazo. Para o trader, uma delas pode superar a atual líder do mercado no futuro.

Novos suportes do BTC

Backes cita que esses movimentos – chamados por ele de “smart money” – podem ser lidos no gráfico. Enquanto isso, o pequeno investidor pode aproveitar os suportes dessas operações para obter retornos.

Em sua análise, ele cita como possíveis novos suportes para o BTC as regiões de US$ 35 mil, US$ 22 mil e US$ 18 mil. Esta última, aliás, possui uma grande quantidade de posições alavancadas a serem liquidadas.

Culpa da alavancagem

Para Backes, o preço do BTC subiu de forma vertiginosa nos últimos meses. A alta gerou um excesso de otimismo em muitos traders, que passaram a operar com forte alavancagem.

Além disso, muitas corretoras oferecem opções de negociação com alavancagem em até 100 vezes. Nesse cenário, pequenos investidores costumam pagar o preço mais alto.

“Toda vez que o mercado quer buscar liquidez, seja com grandes investidores, fundos ou institucionais, eles têm interesse em fazer o preço ir contra a tendência. A busca pela aniquilação dos pequenos é frequente, pois isso alimenta e dá liquidez ao mercado,” conclui.

Leia também: Investidores sacam R$ 9,5 bilhões em Ethereum em 24 horas

Leia também: Hora de trocar criptomoedas por Bitcoin? Veterano explica o que fazer

Leia também: 6 criptomoedas com grandes chances de recuperação, segundo trader

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.