Empresa do falecido astro da NBA Kobe Bryant registra pedido de marca envolvendo NFT e Metaverso

A Kobe Inc, uma empresa de propriedade do falecido astro da NBA Kobe Bryant, apresentou três pedidos de marcas registradas no Escritório de Marcas e Patentes dos EUA.

Os pedidos incluem as marcas “Kobe Bryant”, “Mamba Forever” e “Mambacita” (referindo-se à sua filha Gianna).

De acordo com os documentos, as marcas serão usadas para produtos digitais em áreas como NFTs e Metaverso. Isso inclui roupas, joias, avatares, emoticons, brinquedos e cards.

“Há toneladas de registros de marcas registradas por diferentes empresas e celebridades tentando proteger seus direitos porque se trata de coisas do metaverso”, disse Josh Gerben, advogado de marcas registradas de Washington.

Ainda não está claro o que a empresa administrada agora pelos herdeiros de Kobe Bryant irá desenvolver no metaverso.

Contudo, em 2021, Andy Treys e Sako Waves, que não são herdeiros de Bryant mas fãs dos Lakers lançaram a KB24 NFT.

Kobe Bryant

Na época, os empreendedores declaram que os rendimentos do projeto seriam destinados para a Mamba and Mambacita Sports Foundation. O objetivo da organização é promover os legados de Kobe e Gianna Bryant . 

O projeto KB24, em essência, é uma coleção de 10.000 NFTs gerados por algoritmos. Cada um desses NFTs tem seus próprios atributos exclusivos, que são um spread de oito categorias.

Os NFTs foram colocados à venda por um valor inicial de 0,08 ETH cada. Na cotação atual, isso equivale a aproximadamente R$ 1.236.

Embora não esteja claro no momento, o pedido de registro dos herdeiros de Kobe Bryant deve buscar a disseminação de projetos como o KB24 que foram lançados, aparentemente, sem a autorização da família do atleta.

Também no ano passado, diversas fotos inéditas do lendário jogador de basquete foram transformadas em NFTs e leiloadas. O dia do leilão ficou conhecido como “Kobe Bryant Day” em Los Angeles.

A coleção “Kobe” é composta por oito fotos do jogador que foram tiradas em 1999. Naquela época, o “Mamba Negra” tinha apenas 21 anos e nem jogava ainda na NBA.

Da mesma forma, a coleção também teria sido lançada sem a autorização dos herdeiros do atleta.

Leia também: O que acontecerá com ADA após atualização para aumentar o tamanho do bloco?

Leia também: MicroStrategy pode seguir estratégia arriscada para comprar mais Bitcoin; entenda

Leia também: Nike processa site de calçados StockX por vender tênis Nike NFT não autorizado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.