Donos de NFTs afetados por bug na OpenSea serão reembolsados

Um bug na plataforma de NFTs OpenSea, que veio à tona nesta semana, afetou diversos proprietários de tokens não fungíveis que viram seus ativos serem vendidos por preços extremamente baixos.

Um Bored Ape Yacht Club (BAYC) chegou a ser vendido mais de 90% abaixo de seu preço mínimo devido ao problema de interface do usuário no mercado de NFT.

O comprador, que comprou o NFT, o revendeu imediatamente por quase US$ 200.000, obtendo um lucro de US$ 198.000 em uma hora.

Agora, a plataforma OpenSea se comprometeu a reembolsar os usuários afetados, conforme noticiado pelo TheBlock. Além disso, está lançando algumas ações para mitigar o problema.

Exploração do problema de interface

O problema na interface não é exatamente novo, mas ressurgiu em grandes proporções nesta semana. A empresa de análise de blockchain Elliptic identificou pelo menos três invasores que compraram mais de 8 NFTs, valendo mais de US$ 1 milhão, por muito menos que isso na última segunda-feira. Esses tokens eram de coleções populares como BAYC, Mutant Ape Yacht Club, Cool Cats e CyberKongz.

Conforme noticiado pelo CriptoFácil, um invasor também conseguiu explorar a vulnerabilidade e obter 347 Ether (ETH), no valor de mais de US$ 800.000, comprando NFTs abaixo do valor de mercado.

Ao TheBlock, um porta-voz da OpenSea disse que a empresa está “ativamente alcançando e reembolsando os usuários afetados” que viram seus NFTs serem vendidos abaixo do valor de mercado devido ao problema da “interface do usuário confusa”.

Além disso, disse que o mercado de NFT está tentando ao máximo resolver o problema aumentando a conscientização sobre ele e dando aos usuários mais visibilidade e controle ao gerenciar seus NFTs.

Sobre o bug na OpenSea

O bug identificado na OpenSea se dá porque a plataforma mantém ativas ofertas antigas criadas pelos donos dos NFTs. 

Isso ocorre especificamente quando o usuário, em vez de cancelar sua oferta antiga, retira o NFT do mercado e o envia para uma carteira pessoal. Esse procedimento é realizado pelos usuários para fugirem das altas taxas de Gas da rede Ethereum.

No entanto, quando o detentor do token decide colocá-lo à venda novamente e o envia para a mesma carteira OpenSea, a interface reconhece as antigas condições de venda, incluindo o preço. Afinal, a oferta anterior ainda está ativa. E é justamente neste momento que agentes maliciosos atacam e compram o NFT com grandes descontos.

O problema se agrava quando o NFT aumenta de valor no período entre a oferta original e a “nova” oferta.

“Isso não é um exploit ou um bug. É um problema que surge por causa da natureza da blockchain”, disse o porta-voz. “O OpenSea não pode cancelar listagens em nome dos usuários. Em vez disso, os usuários devem cancelar suas próprias listagens.”

O que a OpenSea está fazendo

Para tentar solucionar o problema, a OpenSea disse ao TheBlock que lançou um novo gerenciador de listagens. O recurso permite aos usuários ver e cancelar facilmente suas listagens.

Ao mesmo tempo, está mudando sua duração padrão de listagem de seis meses para um mês. Dessa forma, se um NFT for transferido de volta para uma carteira após um mês, a listagem terá expirado.

Por fim, a plataforma também fornecerá notificações aos usuários quando eles transferirem um NFT que tenha uma listagem ativa associada. Em seguida, irá perguntar se o usuário deseja cancelar a listagem.

Se a OpenSea tiver o endereço de e-mail do usuário, também enviará um e-mail a esse respeito, disse o porta-voz.

Leia também: Analista famoso aponta para onde vai preço de Fanton, Harmony e Cardano

Leia também: Bear Market? Veja cinco grandes quedas na história do Bitcoin

Leia também: CBDC: Dólar digital pode preservar a supremacia do dólar, diz Bank of America

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.