Dona do WeChat, a Tencent, afirma que também vai explorar o Metaverso

Uma das maiores empresas de tecnologia da China, a Tencent, que controla o WeChat, um dos aplicativos de comunicação mais acessados do mundo, anunciou que pode entrar na “onda” do Metaverso.

Embora as criptomoedas sejam um tema sensível na China, a tecnologia blockchain é amplamente utilizada e incentivada no país. Até mesmo organizações estatais usam soluções baseadas em blockchain.

Nesse sentido, como faz parte do desenvolvimento do metaverso, a tecnologia pode ser a espinha dorsal desta nova realidade digital da gigante chinesa.

De acordo com informações do portal Jinshi, a Tencent anunciou sua possível entrada no metaverso durante a divulgação de seu relatório financeiro de 2021 do terceiro trimestre.

O relatório financeiro mostra que a receita da Tencent no terceiro trimestre foi de 142,368 bilhões de yuans. Além disso, o volume de negócios foi estimado em 145,41 bilhões de yuans; um aumento anual de 13%. Já lucro líquido do terceiro trimestre foi de 39,5 bilhões de yuans.

Metaverso

Após divulgar a receita e o crescimento da empresa, o CEO da Tencent, Ma Huateng, disse na teleconferência de desempenho que a empresa possui um grande número de tecnologias e recursos para explorar e desenvolver o Metaverso.

Embora não tenha dito claramente que a Tencent irá desenvolver aplicações voltadas para o Metaverso, as palavras de Huateng confirmam que a empresa vem explorando como desenvolver produtos voltados para a realidade digital que promete romper de vez as barreiras entre o que é digital e o que é físico.

Assim, é possível que a maior empresa da China explore ferramentas para produzir soluções como as plataformas de criptomoedas Decentraland (MANA), Decentral Games (DC),  Axie Infinity (AXS) entre outras.

De acordo com Huateng, a Tencent entrará neste universo contanto que a experiência do usuário seja compatível com o padrão da empresa.

Além disso, ele destacou que também espera uma sinalização positiva do governo chinês para o desenvolvimento e exploração de aplicações voltadas ao Metaverso.

“Esperamos uma atitude proativa e de suporte do governo”, disse.

Leia também: Bitcoin cai 9% e causa liquidações de R$ 3,8 bilhões

Leia também: PF prende suspeitos de participarem de pirâmide financeira de R$ 100 milhões em SP

Leia também: Twitter monta equipe de criptomoedas para explorar aplicativos descentralizados e blockchain 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.