Dona da MetaMask capta R$ 2,2 bilhões em rodada com participação da Microsoft e planeja expansão para o Brasil

A startup de blockchain ConsenSys, dona da popular carteira de criptomoedas MetaMask, captou US$ 450 milhões (R$ 2,2 bilhões) em uma rodada de investimentos que contou com a participação da Microsoft. Com o investimento, a avaliação da empresa saltou para US$ 7 bilhões.

De acordo com um comunicado da ConsenSys, a rodada foi liderada pela ParaFi Capital. Também participaram como novos investidores o SoftBank do Japão e a Temasek de Cingapura.

Segundo a ConsenSys, o valor arrecadado será integralmente convertido em Ether. A ideia balancear o estoque de ETH em relação à moeda fiduciária e outros tokens mantidos no tesouro.

Conforme destacou Joseph Lubin, fundador e CEO da ConsenSys e cofundador do Ethereum, a empresa planeja realizar a próxima rodada diretamente em criptomoedas.

“A próxima rodada será nossa ‘Série ETH’, na qual ajudaremos os investidores a se tornarem totalmente nativos das criptomoedas e contribuírem em ETH, como um símbolo do compromisso com a mudança de paradigma em curso”, completou.

Expansão global, incluindo Brasil

Os investimentos serão direcionados para a contratação de mais 600 funcionários em todo o mundo, incluindo no Brasil.

Além disso, a empresa pretende expandir as funcionalidades da carteira de criptoativos MetaMask. Hoje, a maior parte das receitas da ConsenSys vem de taxas para negociar tokens na MetaMask.

Ainda segundo a ConsenSys, a carteira superou 30 milhões de usuários ativos mensais em janeiro. Trata-se de um aumento de 42% nos últimos quatro meses. Os mercados mais ativos da MetaMask são EUA, Filipinas, Brasil, Alemanha e Nigéria. 

Ainda, o aporte vai ajudar na expansão da plataforma de desenvolvimento da ConsenSys, a Infura.

Foco em Web3

Fundada em 2014, a ConsenSys desenvolve software que roda na rede ETH. Os investidores veem a startup como uma das empresas que ajudará a impulsionar a Web3, conceito que se refere aos esforços para criar uma versão descentralizada da internet baseada na tecnologia blockchain.

A Microsoft é uma das empresas que está focada em desenvolvimentos ligados à Web3. Conforme noticiou a CNBC, a empresa de Bill Gates liderou anteriormente um investimento no Palm NFT Studio, uma startup também cofundada por Lubin.

Mas o mercado como um todo está atento às inovações proporcionadas pela blockchain. Afinal, apenas em 2021, as startups de blockchain levantaram um recorde de US$ 25 bilhões em financiamento, de acordo com dados da CB Insights.

Outros gigantes da tecnologia que exploram a Web3 incluem a Meta, dona do Facebook e Instagram, e o Twitter.

Leia também: Binance bloqueia depósitos e saques da Polygon (MATIC)

Leia também: Rússia pode criar exchanges de criptomoedas próprias para contornar sanções

Leia também: Coronacrash completa dois anos; preço do Bitcoin valorizou 1.200% desde então

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.