Desenvolvedores encontram falhas em dois clientes do Ethereum em atualização para o The Merge

A tão esperada atualização The Merge finalmente começou a chegar aos os clientes Ethereum, os softwares que executam os nós da rede. Os nós receberam atualizações como forma de preparação para o lançamento final, previsto para o dia 15 de setembro.

No entanto, dois dos maiores clientes da rede, Go Ethereum e Nethermind, relataram ter encontrado falhas na execução. Estas falhas estão presentes em duas versões do software Geth, v1.10.22 (Promavess) e v1.14.0.

Os desenvolvedores estão monitorando os problemas para evitar que as falhas interfiram no The Merge. Ainda assim, é improvável que os bugs atrasem a atualizações, pois os desenvolvedores realizam correções rápidas e à disponibilidade de outros clientes da rede.

Clientes Ethereum relatam falhas nas atualizações do The Merge

Os clientes Go Ethereum e Nethermind encontraram bugs em suas atualizações do The Merge na rede principal. O desenvolvedor do Ethereum Péter Szilágyi descobriu a falha no Geth v1.10.22 (Promavess) e explicou a situação em um tuíte publicado nesta terça-feira (23).

De acordo com Szilágyi, trata-se de uma falha em uma das solicitações de pull (PR) que a equipe fundiu para o novo modelo de armazenamento.

“Nosso último lançamento está fechado. O Geth 1.10.22 contém uma regressão que faz com que o trie/state fique ruim. Muito provavelmente é um dos PRs que fundimos para o novo modelo de armazenamento e podador online. Estamos tentando encontrar e corrigir o problema”, disse.

Em seguida, Daniel C, desenvolvedor principal do Nethermind “DanielC” respondeu ao tweet de Szilágyi dizendo que encontrou uma falha semelhante na versão v1.14.0. No entanto, a equipe corrigiu o problema ao decidir mudar para uma fase de estabilização estrita.

“Recentemente, tivemos regressões semelhantes no Nethermind, então decidimos mudar para uma fase de estabilização estrita antes da fusão. Nós mesclamos apenas correções para o branch master atualmente”, afirmou Daniel.

O desenvolvedor chegou a sugerir a estabilização para Szilágyi tentar resolver o problema no primeiro caso. Mas até o momento, a equipe do Go Ethereum está procurando encontrar e corrigir o problema.

Até agora, vários clientes Ethereum lançaram as atualizações necessárias do The Merge na rede principal. Junto com o Go Ethereum e o Nethermind, os seguintes clientes já lançaram suas versões:

  • Besu: v22.7.1;
  • Erigon v2022.08.02-alpha;
  • Lighthouse v3.0.0;
  • Teku v22.8.1;
  • Prysm 3.0.0.

The Merge em 15 de setembro

Embora as falhas possam despertar temores de um novo adiamento, é improvável que isso aconteça a esta altura. Isso porque os demais clientes não registraram problemas e, portanto, a falha provavelmente foi um incidente isolado.

Além disso, mesmo que o Go Ethereum não consiga resolver, os usuários também podem mudar para clientes de execução minoritários. O Go Ethereum é utilizado em quase 75% dos nós, mas os demais clientes ainda podem contribuir para a execução do The Merge.

Os desenvolvedores do Ethereum estão pressionando para que o The Merge ocorra em 15 de setembro sem novos adiamentos. Simultaneamente, a equipe prepara o lançamento das atualizações Bellatrix e Paris.

Além disso, o poder de processamento (hash rate) do Ethereum está alinhado com a taxa média exigida de 872,2 terahashes por segundo (TH/s) para que o The Merge aconteça em 15 de setembro.

Leia também: Cuidado! Novo golpe no mercado!

Leia também: BlockFi pode ser adquirida pela FTX.US por apenas R$ 76 milhões

Leia também: Após problemas com Bored Apes, protocolo BendDAO anuncia mudanças de emergência

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.