Demora na atualização de nós faz rede do Ethereum sofrer divisão

A rede Ethereum sofreu uma nova divisão nesta sexta-feira (27). O motivo, segundo apontam os dados, foi uma demora na atualização dos nós que executam o software Geth. Somente um terço dos nós atualizaram seus softwares.

Como resultado, a rede sofreu uma nova divisão em pelo menos duas cadeias distintas. Essa divisão, por sua, vez, pode gerar problemas graves e até mesmo a possibilidade de gasto-duplo.

Até mesmo a mineração de ETH foi afetada, com uma queda de 23,3% em poucas horas. De acordo com Lucas Nuzzi, da Coin Metrics, a dificuldade inicialmente caiu mais de 10%, mas depois intensificou o movimento.

Dificuldade de mineração do Ethereum desabou em poucas horas. Fonte: CoinWarz.

Menos de 50% dos nós corrigiu falha

Conforme relatou o CriptoFácil, o software teve uma falha detectada na quarta-feira (18), ao passo que uma atualização foi divulgada uma semana depois. No entanto, até o momento da escrita deste texto, apenas 29% dos 3.947 nós que utilizam o Geth atualizaram suas versões.

Em contrapartida, 54,32% dos nós ainda estão rodando as versões 1.10.7 (17,79%) e 1.10.6 (36,53%). Essas versões ainda possuem o Geth com a falha, cuja natureza não foi revelada pelos desenvolvedores.

Como resultado, existem agora duas versões de nós do Ethereum, uma que roda o software atualizado (Geth v1.10.8) e outra que roda as versões antigas. Todavia, mais de 50% da rede segue vulnerável e, por isso, com risco de sofrer impactos que ainda são imprevisíveis.

Menos de 30% dos nós (em verde) atualizaram sistema.

Possibilidade de gasto-duplo?

Em virtude da lentidão no processo, a blockchain do Ethereum está processando atualmente duas cadeias simultaneamente, algo que, se não for resolvido, pode causar um ataque de gasto-duplo. Isso porque as duas cadeias podem entrar em conflito

Neste tipo de ataque, uma pessoa conseguiria gastar duas vezes a mesma unidade de Ether (ETH). O gasto-duplo é um dos piores ataques a uma criptomoeda, pois basicamente cria uma falsificação. Dessa forma, a criptomoeda rapidamente perderia valor.

Vale destacar que a falha em questão só está presente em versões mais antigas do Geth. Portanto, a atualização do software basta para que o erro seja corrigido.

Para Marius van der Wijden, desenvolvedor do Go Ethereum, era inevitável que ocorresse algo do tipo. Em entrevista ao Coindesk, van der Wijden destacou que o momento da atualização seria perfeito para que alguém tentasse explorar a falha.

“Eu sabia que alguém acabaria encontrando o bug. Mas esperava que mais pessoas tivessem atualizado a tempo”, disse.

A última atualização no Geth, lançada em novembro de 2020, também causou uma divisão temporária no Ethereum. Na ocasião, por causa de uma falta de comunicação dos desenvolvedores de Geth, vários nós simplesmente não atualizaram o software a tempo.

Leia também: Felipe Neto ataca de analista de criptomoedas e indica comprar CAKE

Leia também: CEO do Twitter planeja exchange descentralizada para Bitcoin

Leia também: Star Atlas: o novo play-to-earn DeFi da Solana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.