CVM dos Estados Unidos aprova ETF de criptomoedas

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) aprovou um ETF da empresa de criptomoedas Bitwise.

Embora não seja o tão esperado ETF de Bitcoin, o produto de investimento reflete uma cesta de empresas relacionadas com a indústria de criptomoedas.

Em outras palavras, o ETF da Bitwise vai replicar o desempenho de companhias que trabalham com criptoativos.

ETF refletirá desempenho de empresas de criptomoedas

Conforme informou a Bitwise, o produto se chamará “Bitwise Crypto Industria Innovators ETF”. Ele será negociado na New York Stock Exchange, com o ticker “BITQ”.

Usuários brasileiros poderão ter acesso ao ETF através de plataformas como a Stake.

“Até recentemente, a maioria dos grandes inovadores em criptomoedas eram empresas privadas. Mas isso está mudando rapidamente. Hoje, há um conjunto crescente de empresas públicas e muito mais por vir”, disse Matt Hougan, CIO da Bitwise.

Ainda de acordo com a companhia, o produto tem como objetivo rastrear a indústria de inovações com criptomoedas.

Apenas “pure-plays”, ou seja, que se concentrem exclusivamente no setor serão incluídas no índice. Mais precisamente, essas empresas precisam ter 75% da receita derivada de criptomoedas ou 75% de seus ativos líquidos em criptoativos.

Além disso, é necessário que tenham pelo menos US$ 100 milhões em criptoativos líquidos em seu balanço patrimonial.

O índice também permitirá que empresas sejam adicionadas rapidamente caso realizem uma ICO ou listagem direta, como aconteceu quando a Coinbase (COIN) foi listada na Nasdaq em abril.

A Bitwise, que afirma ter agora mais de US$ 1,5 bilhão em ativos sob gestão, já lançou vários fundos de índice de criptomoedas. Há, inclusive, um produto voltado para finanças descentralizadas, ou DeFi.

“Com o BITQ, nosso objetivo é disponibilizar oportunidades de investimento em criptomoedas por meio de plataformas de investimento tradicionais e um ETF familiar, líquido e econômico. Estamos entusiasmados em ver este espaço continuar a crescer à medida que os investidores gravitam cada vez mais em torno desta classe de ativos transformadora”, concluiu Hougan.

O fundo BITQ acompanha o Bitwise Crypto Industry Innovators 30 Index, desenvolvido pela Bitwise. O índice agrega informações reunidas pela equipe de pesquisa da Moorgate Benchmarks, responsável pelos cálculos do índice.

Leia também: Vitalik Buterin provoca queda em SHIB e outros tokens tirando liquidez

Leia também: Inflação dispara nos Estados Unidos e atinge maior alta desde 1982

Leia também: Criptomoeda supera o Bitcoin e já vale quase R$ 500.000

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.