Criptomoedas perdem US$ 250 bilhões de valor de mercado em 3 dias com queda do BTC

O Bitcoin está bem perto de fechar dezembro com uma desvalorização de quase 20%, o segundo pior desempenho em 2021. Na quarta-feira (29), o preço da criptomoeda despencou para a faixa de US$ 46.000, o valor mais baixo dos últimos 10 dias.

No momento da escrita, a principal criptomoeda do mercado está sendo negociada em torno de US$ 47.500.

Gráfico de preço do Bitcoin na última semana. Fonte: CoinMarketCap

Embora apresente uma leve recuperação em relação aos US$ 46.000, este preço está 31% abaixo de sua máxima histórica de US$ 69.044 alcançada em 10 de novembro.

O desempenho decepcionou os investidores que acreditavam que o Bitcoin fecharia 2021 em alta, após um ano positivo para o BTC e para o mercado cripto em geral.

Mercado cripto perde US$ 250 milhões

Há apenas 72 horas, o Bitcoin estava sendo negociado a US$ 52.000, um pico local de quase um mês. A subida momentânea animou os investidores que acreditaram em uma possível recuperação. Mas a esperança durou pouco, mais precisamente, três dias.

Após esse pico local, o Bitcoin começou a perder valor rapidamente. Inicialmente, caiu para US$ 49.000 em algumas horas. Em seguida, perdeu mais US$ 1.000, caindo para US$ 48.000.

A situação piorou nas últimas 24 horas, quando o BTC despencou para US$ 46.000, o menor preço em 10 dias. Enquanto isso, o valor de mercado criptomoeda está bem abaixo de US$ 900 bilhões.

O movimento baixista do Bitcoin se alastrou para as altcoin que também está em baixa nesta quinta-feira (30).

Salvo algumas exceções, as criptomoedas estão tendo uma semana difícil. Apenas nos últimos três dias, o mercado global de criptoativos perdeu US$ 250 bilhões.

Neste momento, o valor de mercado global é US$ 2,23 trilhões, uma queda de 0,61% nas últimas 24 horas.

O que acontecerá com o Bitcoin?

De acordo com Brian Kelly, CEO e fundador da BKCM, a nova variante da Covid pode ter contribuído para o desempenho fraco do Bitcoin:

“Com o surgimento da ômicron e a estagnação da economia dos EUA, muitos fundos macroeconômicos que usam Bitcoin como esse hedge da inflação decidiram realizar lucros ao longo de dezembro”, disse.

Para Naeem Aslam, chefe de análises da Avatrade, se o BTC continuar abaixo de US$ 50.000, o pior pode acontecer:

“Se o preço continuar a ser negociado abaixo dessa marca, é provável que revisemos o nível de preço de US$ 40.000. Um fechamento semanal abaixo disso sugere que há espaço para outra grande correção de baixa”, disse ele.

Leia também: Apenas Bitcoin superou inflação e teve ganho real em 2021

Leia também: Memecoin de metaverso salta 3.000% em 24 horas; vale a pena investir?

Leia também: Stablecoin pareada com Real será inutilizada a partir de sexta (31); veja o que fazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.