CoinFLEX retoma saques, mas permite que usuários saquem apenas 10% de seu dinheiro

A exchange CoinFLEX finalmente retomou a retirada dos saques, conforme anúncio publicado pela exchange na quinta-feira (14). Mas há um porém: os clientes só poderão sacar até 10% dos fundos que possuem nas contas.

Nesse sentido, se alguém tiver US$ 10.000 presos na CoinFLEX, a exchange permitirá o saque de até US$ 1.000. Os outros US$ 9.000 (90%), continuarão bloqueados até um novo aviso, que ainda não tem data para acontecer.

A retomada dos saques ocorreu exatamente 20 dias após o bloqueio feito pela exchange, que ocorreu por causa de problemas de liquidez oriundos de um empréstimo. De acordo com o CEO da CoinFLEX, a exchange emprestou cerca de US$ 85 milhões ao empresário Roger Ver, mas não recebeu o pagamento da operação.

Limite de 10%

Segundo o anúncio, o limite de 10% é um primeiro passo para que a exchange consiga retomar as suas operações. Enquanto isso, a CoinFLEX segue trabalhando em planos de recuperação das suas operações.

A partir desta sexta-feira (15), a CoinFLEX cancelará todos os pedidos de saques que estão pendentes e todos os fundos serão devolvidos às respectivas contas. Depois, os usuários poderão solicitar novamente a retirada do dinheiro dentro do limite estabelecido.

Durante a reativação dos saques, o acesso ao sistema e as negociações de criptomoedas será fechado por algumas horas.

Todos os depósitos smartBCH na CoinFLEX ficarão com 90% do valor do depósito bloqueado. No entanto, os usuários podem usar o valor de 10% na plataforma e retirá-lo como BCH.

Além disso, a FlexUSD, stablecoin criada pela exchange, não estará disponível para saque, mas será resgatável na plataforma. A empresa pediu aos clientes que depositem FlexUSD retido na plataforma o mais rápido possível.

“Os 90% restantes do seu saldo continuarão bloqueados. Os fundos bloqueados aparecerão em seu saldo, mas não estarão disponíveis para saques, negociações nem serão contados como garantia na CoinFLEX”, disse o anúncio.

A empresa de criptomoedas suspendeu os saques no mês passado depois que algumas contas entraram em patrimônio líquido negativo como resultado do crash do mercado de criptomoedas.

Atualmente, a CoinFLEX está trabalhando em uma solução de arbitragem para recuperar US$ 85 milhões em dívidas de Roger Ver. O conhecido evangelista nega e diz que na verdade é a CoinFLEX quem lhe deve dinheiro, divergência que levou o assunto para a justiça.

Tentativas anteriores de permitir saques

A CoinFLEX havia prometido reiniciar as retiradas até 30 de junho, cinco dias após a suspensão. No entanto, o CEO Mark Lamb atrasou o plano como resultado de disputas relacionadas ao Roger Ver.

Em vez de liberar os saques, a CoinFLEX lançou um novo token (rvUSD), que representa o valor que a empresa teria a receber de Ver, prometendo retornos anuais de 20% sobre ele. Só que o mercado enxergou o ato como um esquema Ponzi e não comprou a ideia.

Apesar dos esforços contínuos para iniciar as retiradas, a exchange ficou sob escrutínio após o pedido de falência do fundo Three Arrows Capital (3AC) e da exchange Voyager Digital. Os temores aumentaram depois que a plataforma de empréstimos Celsius Network também entrou com pedido de falência.

Mesmo assim, a exchange não declarou insolvência e segue em busca de retomar suas operações, dando pelo menos uma esperança aos clientes de recuperar parte do valor que ainda possuem.

Leia também: Animoca Brands constrói estúdio de cinema em The Sandbox

Leia também: Bitcoin é fundamental porque a inflação real é de 500%, diz CZ

Leia também: Bitcoin sobe 5% e impulsiona mercado. Solana, XRP, Polygon e Cardano sobem até 30%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.