Coinbase busca aprovação para negociação de futuros de criptomoedas

A exchange de criptomoedas Coinbase anunciou na quarta-feira (15) que entrou com um processo junto à National Futures Association, a NFA, para se registrar como um Comerciante de Comissões de Futuros (FCM, na sigla em inglês).

Conforme destacou a Coinbase, este é o primeiro passo para expandir as ofertas da empresa:

“Este é o próximo passo para ampliar nossas ofertas e oferecer negociações de futuros e derivativos em nossas plataformas. Objetivo: aumentar ainda mais a criptoeconomia”, escreveu a empresa no Twitter.

Coinbase de olho no mercado de futuros

Em outras palavras, a exchange está buscando ir além das negociações à vista, oferecendo aos clientes a opção de apostar nos preços futuros. 

Isso porque, os futuros permitem que as pessoas comprem e vendam contratos que estabelecem o preço do Bitcoin ou de outra criptomoeda em uma data específica no futuro. 

Atualmente, várias outras corretoras de criptoativos já oferecem recursos de negociação de futuros semelhantes. Isso inclui a Binance, FTX, Huobi, Kraken e BitMEX. 

Os números das negociações de futuros nessas exchanges explicam por que a Coinbase quer entrar neste mercado. O volume de futuros na Binance, por exemplo, é três vezes superior ao volume em sua plataforma padrão.

Anteriormente, o chefe de vendas institucionais da Coinbase, Brett Tejpole, disse que os derivativos, incluindo futuros, são parte do roteiro da Coinbase.

Vale destacar que, este ano, a exchange adquiriu a Skew, uma plataforma que rastreia dados do mercado de derivativos.

Anúncios recentes da Coinbase 

A notícia de que a Coinbase planeja ofertar futuros de criptoativos na plataforma chega meses após a decisão da exchange de entrar no mercado de ações, dando aos investidores uma forma de investir na empresa.

Além disso, vem dias depois de a empresa afirmar que pretendia arrecadar US$ 1,5 bilhão com a venda de títulos. Depois, a empresa aumentou a oferta para US$ 2 bilhões.

Contudo, apesar dos novos anúncios, a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) ameaçou processar a exchange. O motivo é a plataforma Lend, um serviço de empréstimos que rende juros em stablecoins.

Atualmente, a Coinbase é a segunda maior exchange de criptomoedas em volume, tendo relatado US$ 4,5 bilhões em volume nas últimas 24 horas.

Leia também: MicroStrategy obtém 67% de lucro com Bitcoin e continua comprando

Leia também: Jogo CryptoBlades trava saques e levanta suspeita entre os jogadores

Leia também: Carteira adiciona função de receber gorjetas via Lightning Network no Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.