Chainalysis conclui que colapso da UST não causou queda do Bitcoin

No início do mês de maio, o ecossistema Terra, LUNA e UST colapsou. A derrocada do projeto – que precisou ser reiniciado – coincidiu com uma queda expressiva do mercado cripto como um todo, com destaque para o Bitcoin (BTC).

Contudo, ao contrário do que muitos pensavam, a queda do BTC não resulta apenas do colapso de Terra (LUNA). Em vez disso, o declínio do Bitcoin teve outras razões mais importantes.

De acordo com um relatório recente da Chainalysis, “o colapso da UST e da LUNA não aconteceu no vácuo”. Afinal, vários outros ativos cripto, incluindo o Bitcoin, também caíram no que alguns disseram que pode ser o início de um terceiro “inverno cripto”.

Mas o colapso da UST não foi o único culpado por esse declínio, segundo a Chainalysis. A empresa de análises atribui a queda do Bitcoin ao desinteresse geral por investimentos relacionados a tecnologia:

“Embora tenha sido definitivamente um fator, descobrimos que, como o declínio do Bitcoin estava tão alinhado com a desaceleração de ativos não cripto – especialmente ações de tecnologia – sua ação de preço pode ter sido mais conectada à queda tecnológica do que à queda da UST,” disse a empresa.

Correlação com ações de tecnologia

Conforme destaca o relatório, a correlação é um desenvolvimento relativamente novo. O gráfico abaixo mostra a correlação entre o preço do Bitcoin e o de várias outras classes de ativos em 2017.

Correlações do Bitcoin com NDXT, SPY e GLD em 2017

Correlações do Bitcoin com NDXT, SPY e GLD em 2017

Segundo a análise, embora houvesse “ondas” de correlação entre BTC e ações de tecnologia, isso é típico de ativos sem relação significativa.

Esse padrão reforçou a narrativa de que o Bitcoin não era correlacionado. Portanto, o BTC foi visto como um “porto seguro” durante as quedas do mercado.

Contudo, isso mudou em 2022. Afinal, hoje o BTC parece se mover em conjunto com esses ativos.

“O Bitcoin manteve correlações de preços significativas com NDXT e SPY este ano, permanecendo não correlacionado com o GLD. Então, quando o NDXT e o SPY começaram a cair, o Bitcoin seguiu o exemplo”, disse a Chainalysis.

Impacto curto no preço do Bitcoin (BTC)

De qualquer forma, por alguns dias, o colapso do UST pode ter acelerado o declínio do Bitcoin.

E isso não foi nenhuma surpresa. Isso porque a Fundação Luna vendeu bilhões em Bitcoin para tentar recuperar a stablecoin UST. No entanto, a Chainalysis diz que isso teve curta duração.

“O declínio acelerado terminou por volta de 13 de maio, aproximadamente no final do colapso da UST, quando a ação do preço do Bitcoin voltou a se alinhar com os ativos de tecnologia não cripto.”

Nesta sexta-feira (10), o preço do Bitcoin está em cerca de US$ 29.000, tendo recuado quase 4% nas últimas 24 horas.

Gráfico de preço do Bitcoin (BTC) nas últimas 24 horas. Fonte: CoinMarketCap

Gráfico de preço do Bitcoin (BTC) nas últimas 24 horas. Fonte: CoinMarketCap

Leia também: Jogo move-to-earn, Genopts, anuncia airdrop e lançamento de tokens KI

Leia também: STEPN lança exchange descentralizada Dooar

Leia também: Secretário do Tesouro dos EUA Yellen: Cripto não é opção adequada para aposentadoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.