CEO da Binance pede clareza regulatória para exchange se adequar

Após uma onda de pressão regulatória vinda de vários países do mundo, o CEO e fundador da Binance se pronunciou. Em carta, ele admitiu que a exchange “não acertou em tudo”. Entretanto, garantiu que a empresa está comprometida em se adequar à conformidade internacional, pedindo ainda regulações mais claras.

A declaração oficial de CZ (como também é conhecido) ocorre em um momento em que a Binance enfrenta restrições no Reino Unido, Tailândia, Japão, Canadá, Ilhas Cayman e outras regiões.

Nesse contexto, CZ apresentou na carta os planos da exchange para cumprir os regulamentos globais. Entre as ações, ele destacou que a empresa aumentou em 500% a equipe de conformidade internacional e o conselho consultivo desde o ano passado.

Além disso, mencionou que a Binance firmou uma parceria com o CipherTrace para oferecer mais proteção aos usuários.

Conformidade é uma jornada, diz CZ

De acordo com CZ, o aumento da adoção das criptomoedas resulta na necessidade de estruturas regulatórias mais claras. Contudo, ele não vê isso como algo ruim:

“Mais regulamentações são, de fato, sinais positivos de que uma indústria está amadurecendo. Isso porque estabelece a base para que uma população mais ampla se sinta segura para participar da indústria de criptomoedas.” 

Para o CEO da Binance, a conformidade é uma “jornada” especialmente em setores como de criptoativos que ainda têm muitas incertezas.

Nesse sentido, ele reconheceu que esse crescimento acarreta mais responsabilidades para as empresas da indústria.

Segundo ele, a Binance, que tem quatro anos de existência, ainda tem espaço para crescer, embora tenha cometido alguns erros no percurso:

“A Binance cresceu muito rapidamente e nem sempre acertamos tudo. Mas estamos aprendendo e melhorando a cada dia. Esperamos esclarecer e reiterar nosso compromisso com a parceria com reguladores. Estamos contratando de forma proativa mais talentos, implementando mais sistemas e processos para proteger nossos usuários.”

Ações da Binance para atender conformidade internacional

Como mencionado, CZ destacou o crescimento da equipe de conformidade. O executivo abordou especificamente a contratação do ex-secretário executivo do Grupo de Ação Financeira Internacional (FATF), Rick McDonell, e o ex-chefe da delegação canadense da FATF, Josee Nadeau.

Eles atuarão como consultores de conformidade e regulamentação da empresa. CZ disse ainda que a Binance pretende dobrar a equipe até o final do ano.

O fundador da exchange disse ainda que a empresa aprovou várias auditorias externas de combate à lavagem de dinheiro. Ao mesmo tempo, firmou parceria com organizações anticrime, como o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e a Interpol.

“Temos o compromisso de cumprir as regras locais adequadas, onde quer que operemos. Em quatro anos, crescemos de uma startup até onde estamos hoje. É muito crescimento em um curto período de tempo”, destacou.

Por fim, CZ afirmou que é preciso que reguladores e formuladores de políticas apoiem e orientem as empresas do setor de moedas digitais.

Ele disse ainda que a Binance está pronta para ser uma parceira no desenvolvimento e cumprimento de diretrizes para ajudar a indústria a crescer de forma sustentável.

Leia também: Quanto tempo demora para o Bitcoin dar lucros garantidos?

Leia também: Lei para estabelecer salários em criptomoedas é proposta na Argentina

Leia também: Dogecoin, Chainlink e outras 3 criptomoedas podem dar bons lucros

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba informação em primeira mão e sem SPAM.


© Como Ganhar Dinheiro. Todos os direitos reservados.